Contribuinte pode fazer declaração do IR de graça na UFRN

Estudantes de Contábeis auxiliam população pelo oitavo ano seguido

56U56U56U5UWQWQ

Para atender a população e promover a pratica profissional, a Contábili Júnior, empresa Júnior do Curso de Ciências Contábeis, oferece auxílio gratuito para fazer a declaração do Imposto de Renda 2014. O serviço será oferecido até o dia 30 de abril na sala dois do bloco A do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA).

Qualquer contribuinte pode utilizar o serviço desde que doe dois quilos de alimentos não perecíveis. O horário de atendimento é das 8h30 às 11h e das 14h às 17h30, de segunda à sexta-feira. Neste ano, todos aqueles com renda a partir de R$ 25.671,70 no ano passado devem declarar.

Com a ascensão social experimentada nos últimos anos por boa parcela da população brasileira, mais contribuintes tem a sua primeira vez no Imposto de Renda. É o caso do vigilante Jairo Gomes de 40 anos. Ele foi informado do serviço dos estudantes de Contábeis por um amigo de trabalho.

O vigilante teve uma pequena dificuldade em recolher os documentos necessários e terá que voltar mais uma vez. A recomendação é que o contribuinte consulte o site da Receita Federal antes se dirigir até o local com a documentação incompleta. “Ficou uns campos pendentes, mas também eu organizei as coisas de última hora. Peguei um formulário que tinha lá na empresa e vi o que precisava”, disse assumindo o hábito de deixar para o último minuto.

Diferente de um escritório de contabilidade comum, na Contábili Júnior a declaração de renda é feita no momento em que o contribuinte chega a local. Não é preciso entregar a documentação para que seja feita posteriormente. A espera só acontece se o atendimento estiver lotado, o que não tem acontecido. O processo dura em média de 15 minutos.

Enquanto nossa equipe de reportagem esteve no local, no início da manhã de hoje, apenas duas pessoas estiveram presentes. Não há possibilidade de agendamento, mas o estudante Rafael Braz informa que o movimento foi naturalmente menor na primeira semana, cerca de 40 pessoas, embora o número seja superior ao do ano passado segundo ele.

A partir de amanhã, também haverá um posto de atendimento na reitoria da universidade. O objetivo é atender aos servidores da instituição. Eles poderão levar material de limpeza, de higiene pessoal e fraldas geriátricas para serem atendidos e ajudarem no propósito solidário que o projeto também possui.

Prática profissional

Estudantes de todos os períodos participam da iniciativa gratuita para a comunidade, que também os aproxima do mercado de trabalho. Antes, eles se preparam com palestras e mini-cursos oferecidos pelos professores. “A gente teve palestra com o professor Josué Lins, algo mais geral. E também professor Luiz Vieira foi mais a parte prática direto no programa do Imposto de Renda”, disse Rafael Braz que já pôde participar do projeto de extensão mesmo no primeiro período do curso.

Para o professor Josué Lins, que conduz os estudantes da empresa júnior do curso, os benefícios são “imensuráveis” para os estudantes, para a sociedade e quem recebe o resultado dessa ação de solidariedade. Além disso, a interação e integração entre estudantes de diferentes semestres é fundamental para dar dinamismo à ação de extensão do curso e pela troca de experiência entre eles.

Ele destaca também que o projeto realiza, em geral, declarações simplificadas. “Em regra geral, quem tem mais despesas tende ser melhor a declaração completa”, explica. Pessoas com despesas menores ou iguais a renda, optam pela simplificada. O docente destaca também que há um acompanhamento do contribuinte caso haja a necessidade de retificação de alguma informação durante ano.

 

Compartilhar: