Convivência dos contrários

A democracia, já afirmava o então deputado Márcio Marinho, é a convivência dos contrários. Supõe-se, entretanto, que nessa assertiva a…

A democracia, já afirmava o então deputado Márcio Marinho, é a convivência dos contrários. Supõe-se, entretanto, que nessa assertiva a convivência deva ser pacífica, harmoniosa, respeitosa e sem ataques pessoais no âmbito do parlamento.

Os vereadores considerados de esquerda, Amanda Gurgel (PSTU), Marcos Antônio e Sandro Pimentel, ambos do PSOL, deram uma nova dinâmica ao Legislativo Municipal de Natal, reconheça-se, mas em determinados momentos extrapolam os limites de tolerância nas suas críticas. No episódio da antecipação do pleito da Mesa Diretora da Câmara Municipal os esquerdistas foram contundentes e até sectários. Agrediram não só colegas vereadores como o próprio Poder Legislativo, que é um dos fundamentos da democracia representativa.

A jovem vereadora Amanda Gurgel, na sua imaturidade, mas fiel ao estilo do seu PSTU, usou adjetivos hostis como “ladroagem”, “maracutaia” e “balcão de negócios”, para caracterizar situações vivenciadas por aquela Casa.

Disse que não existe Poder Legislativo em Natal porque os seus integrantes são submetidos a interesses pessoais de grupos e do Executivo. As declarações da vereadora do PSTU foram gravíssimas e por isso deverão ser objeto de denúncia na Comissão de Ética.

Amanda Gurgel é uma professora eleita vereadora com uma votação expressiva que tem tudo para se projetar na política do Estado, mas precisa ser mais comedida na sua atuação parlamentar e em declarações desrespeitosas e até infringentes ao Regimento Interno da Casa.

A presença da vereadora e dos demais considerados de esquerda é fator positivo que dinamizou os trabalhos na Câmara Municipal de Natal, entretanto é preciso que se adequem à convivência com os contrários sem que isso signifique abdicar dos seus valores e convicções.

Pós-escrito: os trabalhos legislativos na Câmara Municipal de Natal serão iniciados no início do mês de fevereiro e a expectativa é que os vereadores trabalhem harmônica e respeitosamente em beneficio da população natalense.

>>>

Apoio à cultura
Proposta da deputada Sandra Rosado (foto), do PSB, amplia a emissão de títulos da dívida pública interna para utilização dos seus recursos em projetos voltados para atividades culturais. A proposta da deputada mossoroense foi aprovada na Comissão de Cultura e segue agora para as Comissões de Finanças e Tributação e de Constituição, Justiça e Cidadania.

>>>

Data limite
O prazo para desincompatibilização de políticos que desejam ser candidatos e são ordenadores de despesas termina no dia 5 de abril, portanto 6 meses antes de 5 de outubro quando acontecerão as eleições deste ano. Significa dizer que Wilma de Faria, Garibaldi Filho e Henrique Eduardo terão que deixar os cargos até esta data se confirmarem que serão candidatos no próximo pleito. Wilma de Faria é vice-prefeita de Natal, Henrique Eduardo é presidenta da Câmara Federal e Garibaldi Filho, ministro de Estado.

>>>

- O PV é um partido simpático, presidido no Estado pelo senador Paulo Davim, um político sério e competente que dignifica o mandato. O Partido Verde que completa 28 anos, defende uma causa justa: o crescimento da País, respeitando o Meio Ambiente.
- Fala-se nos meios políticos que Mada Maia, filha do prefeito de São Gonçalo, Jaime Calado, está tendo dificuldades em conseguir a legenda do PR para se candidatar à deputada estadual este ano. Problemas de relacionamento entre João Maia, presidente do Partido da República e o prefeito Jaime Calado.
- O ex-deputado Elias Fernandes é o novo cidadão novacruzense. Ele recebeu o título no final de semana proposto pelo ex-vereador Luiz da Verdura, recentemente falecido.
- Vereadores de Natal serão convocados extraordinariamente a partir do dia 3 de fevereiro. Entre as matérias a serem examinadas está a criação de 827 cargos na prefeitura de Natal.
- O vereador Chagas Catarino lamenta a morte prematura do empresário Fernando Medeiros, que era proprietário do Restaurante Camarões. Foi um dos grandes incentivadores e apoiadores de sua eleição.
- O jornalista Edilson Braga assumiu a Assessoria de Imprensa do Ministério Público Estadual. Cássius Varela é o novo diretor de Comunicação em substituição a Braga.
- Para refletir: “O Brasil não tem problemas, só soluções adiadas”. (Luis da Câmara Cascudo, folclorista potiguar).

Compartilhar: