Coordenador do SINTE/RN é agredido por PMs durante protesto na SEEC

A coordenadora geral Fátima Cardoso, informou que a Tropa de Choque da PM também participou da intimidação ao sindicalistas

Coordenador do SINTE-RN é agredido por policial na SEEC (2)

O coordenador geral do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (SINTE/RN), José Teixeira, foi agredido fisicamente por policiais militares enquanto participava de protesto na Secretaria do Estado de Educação (SEEC). O ato truculento aconteceu no início da tarde desta segunda-feira (10). Ao tentar sair do Gabinete da SEEC, um policial lhe aplicou uma gravata e o atirou no chão. Teixeira teve o supercílio cortado e uma torção no pé.

Coordenador do SINTE-RN é agredido por policial na SEEC (3)

O sindicalista ficou com sangramento no rosto e reclamando de dores. O coordenador havia ficado trancado na Secretaria, por ocasião do protesto contra o corte no ponto dos trabalhadores em educação em greve.

A direção do SINTE/RN foi à Secretaria Estadual de Educação protestar contra o corte nos salários de professores em greve e a secretária acionou policiais armados com metralhadoras e pistolas.

Coordenador do SINTE-RN é agredido por policial na SEEC (1)A coordenadora geral Fátima Cardoso, informou que a Tropa de Choque da PM também participou da intimidação ao sindicalistas. “Não entendo o porquê disso, nossa manifestação é totalmente pacífica”, protestou Fátima.

 

NOTA DE REPÚDIO

 Contra agressão da PM ao Coordenador do SINTE/RN

 A Secretaria Nacional de Combate ao Racismo do PT vem de público repudiar veementemente as agressões sofridas pelo coordenador do SINTE/RN, o professor José Teixeira, agredido por policiais militares, no início da tarde desta segunda-feira, 10.

Vimos nos ancorar ao direito de organização e reivindicação dos trabalhadores de educação, assegurado pelo Estado democrático de Direito, na Constituição Federal e uma das bandeiras histórica do PT.

O protesto pacífico, até a chegada da Polícia Militar, sob o comando da Governadora Rosalba Ciarlini (DEM/RN). Em um primeiro momento chegaram policiais armados com pistolas, depois outro grupo com metralhadoras e finalmente a tropa de choque.

Um governo arrogante e truculento, que não tem capacidade de dialogar com a categoria armada apenas com uma caneta e um apito.

 

Cida Abreu

Secretária Nacional de Combate ao Racismo

Ludjanio Rogério

Secretária Estadual de Combate ao Racismo PT RN

Compartilhar:
    • Gilson Clementino da Silva

      Um sindicalista é um representante de uma categoria.Quando o poder agride moralmente ou fisicamente está também batendo e cuspindo no rosto da sociedade.É dessa forma que esse governo nos trata.