Copa do Mundo tem gol de todas seleções pela primeira vez em 16 anos

A primeira fase da Copa do Mundo de 2014 só se encerra nesta quinta-feira

Reza Ghoochannejhad, do Irã, chuta e faz gol contra a Bósnia. Foto: Divulgação
Reza Ghoochannejhad, do Irã, chuta e faz gol contra a Bósnia. Foto: Divulgação

O gol de Reza Ghoochannejhad, aos 36min do segundo tempo da derrota do Irã por 3 a 1 para a Bósnia, na última rodada do Grupo F da Copa do Mundo, fez com que todas as seleções tenham balançado as redes pelo menos uma vez nesta edição. O feito, aliado à boa média de gols da competição, é significativo. A última vez em que nenhum time sofreu jejum no Mundial aconteceu em 1998, na França.

Naquela edição, quatro seleções fizeram apenas um gol (Estados Unidos, Bulgária, Colômbia, Tunísia e Japão), mas pelo menos conseguiram o feito para alegrar sua torcida e acabar com o jejum. Nas Copas do Mundo seguintes, pelo menos uma equipe ficou sem sequer balançar as redes – incluindo a França, campeã do mundo em casa e, quatro anos depois, eliminada na primeira fase.

Os franceses se despediram sem marcar gols em 2002, na Coreia e no Japão: levaram três gols e ficaram em último no Grupo A, atrás de Dinamarca, Senegal e Uruguai. Além deles, China e Arábia Saudita também viveram esse jejum. Os chineses não venceram as defesas de Brasil, Turquia e Costa Ricano Grupo C, enquanto os árabes, que levaram 12 gols na primeira fase, foram mal contra Alemanha, Irlanda e Camarões no Grupo E.

Já em 2006, a seleção de Trinidad e Tobago passou em branco contra as defesas adversárias: presente no Grupo B, não marcou contra Inglaterra, Suécia e Paraguai na competição disputada na Alemanha. Quatro anos depois, na África do Sul, a Argélia fez o mesmo no Grupo C, contra Estados Unidos, Inglaterra e Eslovênia, assim como Honduras no Grupo H, contra Espanha, Chile e Suíça.

A primeira fase da Copa do Mundo de 2014 só se encerra nesta quinta-feira, mas as seleções que entrarão em campo já estufaram redes adversárias: Estados Unidos, Alemanha, Portugal, Gana, Coréia do Sul, Bélgica, Argélia e Rússia.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade