Coroa dava passarinho e doces em troca de sexo com crianças em Angicos

Homem de 56 anos presenteava as vítimas com dinheiro, aves e doces; Ele ameaçava matar os meninos, caso contasse a alguém

45T43T34T3

A Polícia Civil de Angicos deflagrou no início da tarde desta terça-feira (08) a “Operação Pássaro Maldito”. Durante a ação foi cumprido um mandado de prisão contra Expedito de Almeida, o “Expedito dos Passarinhos”, 56 anos. Expedito é acusado de aliciar crianças da cidade a terem relações sexuais com ele em troca de presentes como, passarinhos, doces e dinheiro.

“O comportamento dele é repulsivo. Ele atraia crianças (todos meninos) para a sua casa com presentes, assistia filmes pornôs com eles e, depois disso, ganhava a confiança das crianças e passava a ter relações sexuais com elas, ameaçando-as de morte, caso contassem o que havia ocorrido para os seus pais”, afirma o delegado titular de Angicos, Jaime Groff.

Expedito será transferido para um Centro de Detenção Provisória, onde aguardará preso o término das investigações conduzidas pela Polícia Civil e o transcurso do processo judicial criminal.

“Ainda quero colher mais algumas provas, mas, a princípio, ele será indiciado pelos crimes previstos no artigo 217-A, estupro de vulnerável, e 218-A, satisfação lascisiva mediante presença de criança ou adolescente, do Código Penal”, completa o delegado.

Com a prisão de Expedito, a Polícia Civil pede que os pais de crianças que eventualmente tenham sido abusadas por ele, se apresentem na Delegacia de Polícia do Município para que sejam colhidos depoimentos.

 

 

Compartilhar: