Costa Rica aposta em “grego” Campbell por ida às quartas de final

Jogador de 22 anos foi campeão grego e se destacou com nove assistências durante a temporada

Campbell é aposta da Costa Rica contra a Grécia. Foto: Divulgação
Campbell é aposta da Costa Rica contra a Grécia. Foto: Divulgação

A Costa Rica entra em campo neste domingo para tentar a façanha inédita de se classificar às quartas de final da Copa do Mundo. O adversário da partida que ocorre às 17h, na Arena Pernambuco, é a Grécia, país em que um de seus atacantes viveu os melhores momentos da carreira. Joel Campbell tem contrato com o Arsenal, mas atuou na última temporada no Olympiacos.

Pela equipe de Pireu, o jogador de 22 anos foi campeão grego e se destacou com nove assistências durante a temporada. O atacante, entretanto, chamou a atenção do mundo todo nas oitavas de final da Liga dos Campeões, quando o Olympiacos venceu o Manchester United na partida de ida por 2 a 0, contando com um golaço de Campbell. Nem a eliminação fora de casa diminuiu o prestígio do atleta.

Na Copa do Mundo, Campbell foi destaque na vitória por 3 a 1 contra o Uruguai, jogo que ocorreu na mesma Arena Pernambuco em que enfrenta a Grécia. Na ocasião, o atacante contribuiu com um gol e uma assistência. Contra os gregos, usará sua experiência para tentar levar a equipe costarriquenha às quartas de final.

“O Campbell joga lá e viu os jogos. Normalmente no domingo conseguimos vê-lo no Campeonato Grego, acompanho ele em todos os torneios. Vi muitos vídeos, não só os minutos da Grécia contra a Costa do Marfim. Temos análise dos jogadores e fizemos pesquisa. Temos vastas informações. Sabemos bem as características dos jogadores”, explicou o técnico Jorge Luís Pinto.

O treinador também citou o meia-atacante Bryan Ruiz como outro “espião” a seu favor, já que joga com Kostantinos Mitroglou no Fulham. Entretanto, Pinto já listou os jogadores da Grécia em que vai prestar atenção.

“Tem o Maniates, que dá a saída para a equipe, o 10, o Karagounis, que é brilhante. Os volantes, Lazaros (Christodoulopoulos) e o Samaris, são excelentes jogadores, e o Samaras, que tem muito talento, desequilibra, traz a definição. É alguém quem estamos avaliando muito bem. Acredito que o Sokratis (Papastathopoulos) é outro que vimos. O Torosidis é outro que vejo constantemente e conhecemos suas características”, listou o técnico da Costa Rica.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade