Cresce em Natal a procura pela medicina oriental, hipnose, quiropraxia e etc

Métodos são utilizados para alívio da dor e cura de doenças e desequilíbrios emocionais

De acordo com o especialista em terapias holísticas, André Rógeris, a junção de tensões mentais e musculares pode levar a dores e a desordens psicológicas. Foto: Wellington Rocha
De acordo com o especialista em terapias holísticas, André Rógeris, a junção de tensões mentais e musculares pode levar a dores e a desordens psicológicas. Foto: Wellington Rocha

Fernanda Souza

fernandasouzajh@gmail.com

Dor de cabeça, dores musculares, irritação, insônia, estresse. Certamente você já ouviu falar que alguns destes sintomas podem ser associados à rotina agitada do dia a dia, que acaba levando as pessoas a se dedicarem mais a seus afazeres profissionais do que ao maior dos compromissos: cuidar de si próprio.

De acordo com o especialista em terapias holísticas, André Rógeris Oliveira, a junção de tensões mentais e musculares pode levar a dores e a desordens psicológicas. “Hoje em dia a classe dos trabalhadores, em geral, tem um nível de estresse alto. Quando tudo está em desequilíbrio é fruto de uma desordem psíquica, mas além do tratamento emocional, fazemos o equilíbrio mental, corporal e energético”.

Segundo André Rógeris, ao chegar a sua clínica o paciente passa por uma avaliação emocional e física, para só assim ser escolhidas quais as terapias indicadas. “Trabalho com acupuntura, medicina chinesa, quiropraxia, bandagens funcionais, que tiram a dor imediatamente, sem medicamentos, e com a hipnose clínica, mas nunca com uma técnica só. O ser humano é complexo, formado por energia, corpo e mente e tem que ser tratado de uma forma holística. É importante deixar claro que a terapia não é um placebo. Ela atua no campo energético, principalmente, e somatiza na parte física. Depois da primeira sessão, que é emergencial, para o alívio da dor, são necessárias sessões de manutenção, uma vez por semana, com a minha equipe multidisciplinar, formada por profissionais como médicos e psicólogos”, destaca.

Um das técnicas mais usadas por ele em consultório é a quiropraxia. De origem norte-americana, a terapia consiste na manipulação da coluna vertebral e na soltura de músculos e vértebras, o que, segundo o especialista, causa alívio imediato nas tensões. É indicada para dores na coluna, correção postural e tensões causadas pela agitação diária.

A microempresária Marniê Cavalcanti sofria há vários anos de uma dor crônica na coluna, que afetava diariamente a sua vida profissional e pessoal. “Tenho hérnia de disco e como passo muito tempo dirigindo, devido a minha profissão, o meu caso agravou e virou cirúrgico. Procurei o Dr. André e depois da primeira sessão já saí sem dor. Hoje minha vida mudou radicalmente, durmo bem, não tenho dores e trabalho com tranquilidade”, disse.

Outra técnica trabalhada pelo terapeuta é a chamada hipnose clínica, que atua no aguçamento da concentração e na reprogramação mental conforme a necessidade de cada paciente. “A hipnose não é magia, não é ilusionismo e não está ligada à religião. O paciente também não perde a consciência. Ele entra em um relaxamento profundo e emerge no inconsciente, que é responsável por tudo ao nosso redor, inclusive pelas nossas doenças. 10% da nossa mente é o consciente e 90% é o inconsciente, que é o nosso automático. Carregamos pensamentos desde a vida intrauterina e estas percepções podem ser desencadeadas em qualquer momento da vida, tanto de forma construtiva ou destrutiva. A reprogramação mental pode ser usada para tratar vícios, dores, traumas, medos, fobias e também ajuda a alcançar metas e conseguir o que o paciente almeja, o que quer. Na regressão de memória, que é outra técnica, o paciente pode libertar vínculos e dar um segmento diferente as coisas do passado, que influenciam no seu presente e, certamente, no seu futuro”.

A administradora Isabella Morais, de 35 anos, desde a adolescência convivia com insônia grave, ansiedade e fortes dores de cabeça e musculares. “Tomava remédios, tentei alguns tratamentos, mas nada adiantava. Há um ano cheguei aqui no consultório com vários sintomas que atrapalhavam muito a minha vida. Já na primeira sessão, o Dr. André fez uma bandagem e saí sem dor de cabeça. Inclusive há muitos anos estava tentando engravidar e não conseguia, e descobri através do Dr. André que o que estava prejudicando era uma desordem energética. Sei que cada caso é um caso, mas com a continuidade do tratamento e com o auxílio de florais, para mim e para o meu esposo, engravidei em poucas semanas. Hoje estou gestante e muito feliz e posso afirmar que tudo mudou e a minha qualidade de vida é outra. Acredito que quem já tentou várias opções da medicina tradicional e não deu resultado, deve procurar ajuda destas terapias”.

MEDICINAS INTEGRADAS

André Rógeris explica que existem vários casos célebres ao longo da sua carreira, mas um dos mais marcantes foi de uma paciente que residia em outro estado. “Ela chegou com uma dor de cabeça forte e pediu para ser hipnotizada. Eu a examinei, fiz uns testes básicos neurológicos e vi que algo estava errado, mas não era caso de hipnose. Encaminhei com urgência ao hospital e foi feita uma tomografia que detectou um tumor no lóbulo frontal de um tamanho de um limão. Ela foi cirurgiada, atuei no pré e pós-operatório com hipnose e acupuntura, e ao invés dos 25 dias de internação previstos, ela ficou apenas oito. Hoje ela é minha paciente e descobrimos que as fortes dores de cabeça e o tumor foram causados por uma mágoa de um relacionamento mal resolvido do passado. A mágoa, o ódio e o rancor desembocam em alguma patologia e estudos mais recentes indicam que a patologia mais comum é a neoplasia (câncer) benigno ou maligno”.

Entretanto, o especialista em terapias holísticas reforça que a medicina alternativa não substitui a medicina tradicional. “As duas medicinas funcionam de forma integrada e a medicina alternativa sempre tem que ser abalizada pela medicina tradicional”.

DICAS

E para os que convivem com pelo menos um dos sintomas citados no início desta reportagem, o terapeuta clínico André Rógeris elenca algumas dicas simples que refletem em um equilíbrio maior entre o corpo e a mente. “É necessário buscar a qualidade de vida e não só falar dela. E essa busca pode ser de uma forma integrada, com uma alimentação adequada, terapias alternativas com especialistas da área e exercícios físicos e mentais como a ioga, tai chi chuan, massoterapia. É preciso ter um tempo para si e investir na principal pessoa do universo, que é você. Isso não é um gasto. A prevenção física e psicológica é o melhor a fazer, mas deve ser feita através de um profissional especializado”, alertou.

Compartilhar: