Cresce número de pagamentos com cheques sem fundos no país

Roraima é o estado campeão dos cheques sem fundo com 11,42% ante 10,88%

De janeiro a novembro, o índice foi mantido estável em 2,1%. Foto: Divulgação
De janeiro a novembro, o índice foi mantido estável em 2,1%. Foto: Divulgação

Os brasileiros tiveram mais dificuldades para honrar os pagamentos feitos com cheques, em novembro, segundo aponta o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. O percentual em relação ao total de documentos emitidos atingiu 2% ante 1,96% de cheques devolvidos em outubro último. A taxa também foi superior à registrada em novembro do ano passado (1,96%).

De janeiro a novembro, o índice foi mantido estável em 2,1%. Na avaliação dos economistas da Serasa Experian, essa elevação da inadimplência com cheques é efeito dos sucessivos aumentos das taxas de juros, além do período de maior concentração das compras para as festas de final de ano.

A Região Norte foi a que apresentou o percentual mais elevado de cheques devolvidos,  com 4,38% ante 4,27%. Em sentido oposto, a Região Sudeste teve o menor índice da pesquisa com 1,51% ante 1,49%.

Por estado, Roraima é o estado campeão dos cheques sem fundo com 11,42% ante 10,88%. Na outra extremidade da lista, São Paulo aparece com a inadimplência mais baixa. As devoluções em território paulista atingiram 1,37% do total de pagamentos com cheques, o que representa, praticamente, uma estabilidade, na comparação com outubro quando o percentual alcançou 1,36%.

 

Fonte: Agência Brasil

Compartilhar: