Criança de 4 anos dada como garantia passa 8 horas por dia acorrentada

A criança contou à polícia que em uma ocasião estava com tanta sede que bebeu sua própria urina

Criança ficou acorrentada há mais de dois anos. Foto: Divulgação
Criança ficou acorrentada há mais de dois anos. Foto: Divulgação

Uma menina de 4 anos de idades foi usada como garantia para um empréstimo que sua mãe havia feito a outra moradora vizinha. Assim a mulher manteve a filha acorrentada a uma coluna de construção por oito horas ao dia, durante dois anos.

A polícia e os agentes de proteção à criança foram até uma cabana, na aldeia perto da cidade de Kemarak Pumin, e encontraram a menina sentada no chão da construção com uma corrente com cadeado em torno de seu tornozelo, presa a uma coluna do local.

A criança contou à polícia que em uma ocasião estava com tanta sede que bebeu sua própria urina.

A menina ficou sob os cuidados de assistentes sociais.

A polícia disse que a moradora que havia emprestado dinheiro para a mãe da criança havia pego a garota como garantia de pelo empréstimo, mas indicou que era impossível cuidar dela durante o dia, devido ao trabalho.

A polícia foi alertada para a situação da menina através de Keo Chhon, de 60 anos de idade, morador local que disse: “Eu sentia muita pena dela. Foi muito ruim.”

Apesar do tratamento que a menina sofreu, sua mãe disse que ainda não podia levá-la de volta para casa, por trabalhar e não ter condições de criar a filha.

Chhan Sokunthea, chefe da seção de mulheres e dos direitos das crianças, disse que os jovens são mais frequentemente alvo de agressões e outros abusos. “No Camboja, 75 a 80 por cento são analfabetos e não sabem como cuidar de seus filhos”, disse ele.

Fonte: R7

Compartilhar: