Criciúma é absolvido no Pleno e recupera 3 pontos na Série A

O time catarinense havia perdido três pontos acusado de escalação irregular, mas agora iniciará a 14ª rodada com os esperados 15 pontos.

Criciúma recupera pontos na tabela do Brasileiro. Foto: Divulgação
Criciúma recupera pontos na tabela do Brasileiro. Foto: Divulgação

Em julgamento realizado na tarde desta quinta-feira, o Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) absolveu por maioria de votos o Criciúma pela presença do atacante Cristiano na partida contra o Goiás, ainda pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. O time catarinense havia perdido três pontos acusado de escalação irregular, mas agora iniciará a 14ª rodada com os esperados 15 pontos.

Cristiano defendia o Naviraiense no ano passado e foi punido pelo STJD com cinco partidas de suspensão por ter agredido um adversário no primeiro confronto do time de Mato Grosso do Sul diante do Paysandu, pela segunda fase da Copa do Brasil. Ele cumpriu, de maneira automática, um destes cinco jogos na partida de volta, mas não entrou mais em campo por competições nacionais até o Brasileiro deste ano –- ele havia disputado o Campeonato Paranaense pelo Londrina antes de chegar ao Criciúma.

Denunciado pela escalação irregular de Cristiano diante do Goiás e posteriormente punido, o Criciúma alegou que não havia restrições no sistema da CBF e não havia sido informado quando pediu consulta sobre a situação do jogador. Essa foi a tese defendida pelo clube no julgamento em primeira instância, no dia 10 de junho. Além dos três pontos, os catarinenses ainda foram multados em R$ 1 mil. No último dia 24, graças a um efeito suspensivo, conseguiu reaver os três pontos.

No julgamento desta quinta, o Criciúma voltou a defender a tese, desta vez mais aprofundada, de que não havia sido informado pelas federações de Mato Grosso do Sul, Paraná e pela própria CBF de que Cristiano ainda tinha quatro jogos de suspensão para cumprir. O clube, neste caso, foi induzido ao erro e utilizou Cristiano contra o Goiás. Albert Zilli dos Santos, diretor jurídico do Criciúma, e Osvaldo Sestário, advogado que defendeu o clube no julgamento em primeira instância, representaram a equipe hoje.

Cristiano, pivô da presença do clube no STJD, só atuou, até o momento, mais uma vez além dos 35 minutos diante do Goiás: foi contra o Fluminense, em jogo da décima rodada do Brasileiro, quando entrou em campo aos 28min do segundo tempo.

O Criciúma, agora definitivamente com 15 pontos e ocupando a 13ª posição no Campeonato Brasileiro, receberá o Cruzeiro, líder da competição, neste sábado, pela 14ª rodada, no Heriberto Hülse.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade