Curitiba apresenta à Fifa “plano de urgência” para não perder Copa

Um aceleramento nos repasses é vista como a única solução para conseguir entregar o estádio e foi arquitetada neste encontro.

Nesta terça-feira, novo valor e data para entrega da Arena da Baixada serão divulgados. Estádio é o que mais preocupa a Fifa. Foto:Divulgação
Nesta terça-feira, novo valor e data para entrega da Arena da Baixada serão divulgados. Estádio é o que mais preocupa a Fifa. Foto:Divulgação

Curitiba recebeu nesta terça-feira a visita da comitiva da Fifa para dar garantias de que a Arena da Baixada, palco escolhido para realizar quatro jogos da Copa do Mundo, esteja pronta para o torneio.

De estádio mais fácil para terminar, já que possuía grande parte da estrutura pronta, o local virou a maior dor de cabeça deste Mundial. Com pouco menos de 90% das obras concluídas, a Baixada correu o risco de ser descartada de última hora.

Uma reunião entre Atlético-PR, Prefeitura e Governo no último final acertou detalhes do que será apresentado na reunião com Jérôme Valcke, secretário-geral da Fifa. Um aceleramento nos repasses é vista como a única solução para conseguir entregar o estádio e foi arquitetada neste encontro.

Orçado em R$ 184 milhões, a obra já está avaliada em R$ 265 milhões, atualmente. Nesta tarde, um novo reajuste deve ser informado à Fifa. Além disso, o número de operários tende a ser aumentado de 1.000 para 1.500 trabalhadores visando conseguir entregar tudo a tempo.

O evento-teste, adiado algumas vezes, também terá uma nova data – na última visita, foi marcada para a segunda quinzena de fevereiro. A estreia oficial, programada para 26 de março, será alterada para abril.

Assim, a cidade pretende convencer os representantes da Fifa de que Curitiba consegue finalizar as obras da Arena da Baixada e entregá-la a entidade no dia 22 de maio, totalmente pronta.

Fonte:Uol

Compartilhar: