Curta metragem “Bolada certa” é o grande vencedor do 4º FINC

Márcia Lohss, diretora Du curta-metragem vencedor, ganha premiação que inclui viagem à Polônia com tudo pago e visita à fábrica de Oscar Schindler

Evento aconteceu este final de semana em Baía Formosa. Foto:Divulgação
Evento aconteceu este final de semana em Baía Formosa. Foto:Divulgação

Praia, cinema e futebol. A combinação proposta pelo 4º Festival Internacional de Cinema de Baía Formosa (FINC) foi um sucesso. Realizado no último sábado (30/11) na praia de Baía Formosa, litoral sul potiguar, o festival divulgou o vencedor do concurso de curtas-metragens com temática “Um minuto no país do futebol”: foi “Bolada certa”, dirigido por Márcia Lohss. Também houve exibição dos outros nove finalistas, de produções polonesas e de curtas potiguares.

O segundo lugar ficou com “Vixe, boy, dei valor”, e o terceiro foi para “O país do futebol”. Integram ainda a lista de finalistas “Gandula – é o dono da bola”, “Domingo day dream”, “Salve a seleção”, “Um desejo incomum”, “Rosa na rede”, “Sonho de dunas” e “Sensações”.

A seleção dos dez finalistas foi feita em duas etapas: três foram escolhidos por votação popular no site do FINC, o www.fincbrazilbf.com, e sete foram eleitos por um júri composto de profissionais potiguares e poloneses. Para ver todos os curtas finalistas, incluindo o vencedor, basta acessar o site do festival.

A diretora Márcia Lohss ganhará como prêmio uma viagem à Cracóvia, na Polônia, com todas as despesas pagas, onde exibirá “Bolada certa” no Festival Off Plus Camera (http://www.offpluscamera.com), um dos maiores festivais de cinema independente da Europa. Ganhará ainda um passeio guiado pela cidade, com direito a visita aos pontos históricos, à fábrica que foi de Oscar Schindler – cuja história foi levada às telonas com o clássico “A Lista de Schindler” (dirigido e produzido por Steven Spielberg) –, e ao Alvernia Studios, um dos cinco maiores estúdios de pós-produção de cinema do mundo.

Sobre o FINC

Desde 2010, o festival é realizado na praia de Baía Formosa. O concurso começou a partir da 2ª edição, quando Raíssa Dourado ganhou com seu filme “Vermelho”. Na 3ª, viajaram à PolôniaAlexandre Santos e Dênia Cruz e mais três pessoas da equipe, depois de vencerem com o curta “Maré Alta”.

A mostra é a primeira do gênero realizada na cidade, e a maior a céu aberto do RN. Tem o intuito de fomentar a sétima arte no estado, bem cpomo ressaltar as belezas naturais da região como destino turístico. O FINC pretende se tornar um evento fixo no calendário do Estado, atraindo olhares nacionais e internacionais.

O empresário e cônsul do Brasil na Polônia, Greg Hajdarowicz, é o idealizador do FINC. Fundador do grupo GREMI, o polonês também produz e financia cinemas em parceria com nomes de peso.

Fonte:Assessoria

Compartilhar: