Datena ataca e acusa Milton Neves de mentir de “forma canalha”

Apresentador do 'Brasil Urgente' voltou de afastamento fazendo discurso firme sobre polêmica, porém sem citar o nome do colega

Datena não engoliu declarações de Milton Neves. Foto: Divulgação
Datena não engoliu declarações de Milton Neves. Foto: Divulgação

Datena retomou suas atividades no Grupo Bandeirantes nesta quarta-feira (27) após o afastamento de dois dias ordenado pela emissora, motivado pela briga entre ele e Milton Neves, durante um programa na Rádio Bandeirantes no último domingo (24). Com um discurso forte, o apresentador criticou a atitude de Milton e o acusou de falar inverdades sobre sua família.

“Depois de cumprir o período de afastamento, estamos aqui pra falar com vocês. Porque é necessário continuar a vida, e eu quero falar que sou um cara equilibrado, e só perco a cabeça quando alguém fala da minha família, ainda por cima quando fala inverdades”, acusou, claramente se referindo ao ocorrido.

O jornalista continuou o discurso, aumentando o tom dos críticas. “Nem bandido fala da família dos outros, então quando alguém fala da sua família, conta histórias de forma canalha, realmente eu perco meu equilíbrio, e vou perder sempre. Agora, provavelmente, vou perder em lugares mais adequados. Tem bandido que tem mais honra do que gente que conheço”, disparou.

Entenda o caso

Durante a apresentação do Terceiro Tempo, Neves falou sobre a relação de Datena com o ex-jogador José Hidalgo Neto, astro do Coritiba nos anos 1960 e 1970 que atualmente trabalha como comentarista esportivo no Paraná. “(Datena) Filou bóia lá e até hoje é grato. Tem muita ingrata por aí, muito ingrato que não olha pra trás. Mas o Datena agradece o Hidalgo (…). Queria mandar um abraço ao José Luiz Datena, que ama o Hidalgo, porque ele não era essa estrela que é hoje, a maior estrela da televisão brasileira, e morou lá em Curitiba, na casa do Hidalgo”, disse ele.

Neves continuou: “Lá em Curitiba, ao contrário de você (Datena), eu passei fome e passei frio. E o Hidalgo tem o maior orgulho de ter sido seu companheiro na cidade de Curitiba. Grande Datena, deitou e rolou lá no Paraná antes de virar essa estrela nacional”.

Foi então que o apresentador do Brasil Urgente entrou no estúdio e fez uma série de xingamentos. “Meu, que merda é essa? Que merda é essa, aí cara? É o c***”.  Em seguida, o comentarista Cláudio Zaidan, que participava do programa, pediu para um operador cortar o som e foi ao ar a vinheta do programa.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade