De 23 projetos, RN tem 3 parques eólicos contratados em leilão da Aneel

Ao todo foram habilitados 268 projetos para participarem do leilão, somando uma capacidade de 6.159 Megawatts em projetos eólicos.

Foto: Divulgação
RN ficou na 3º posição em número de parques contratados.Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) promoveu um Leilão de Energia dentro do processo A-3, processo licitatório destinado à compra de energia de novos empreendimentos de geração, realizado com três anos de antecedência do início do suprimento. O Rio Grande do Norte participou do leilão com 23 projetos eólicos, dos quais apenas três foram contratados. Esses projetos devem gerar 84 Megawatts (MW) de energia, cuja previsão de início da entrega é 1º de janeiro de 2017.

Ao todo foram habilitados 268 projetos para participarem do leilão, somando uma capacidade de 6.159 Megawatts em projetos eólicos. Entretanto, só foi apresentado concorrência para 551 Megawatts. O Rio Grande do Norte ficou na terceira colocação em número de parques contratados, atrás do Ceará e Pernambuco, que irão fornecer, respectivamente, 171 e 302 MW.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico do RN, Silvio Torquato, o resultado obtido pelo estado de Pernambuco foi uma ‘grande surpresa’. “Mas, para nós, o resultado é considerado normal, tendo em vista que o Leilão A-3 não tem uma influência muito direta nas linhas de transmissão de nossa região, como ocorreu nos últimos leilões”, disse.

“No próximo Leilão, que ocorrerá em setembro deste ano, o Leilão A-5, as novas linhas de transmissão terão mais influência”, destacou Silvio Torquato. O RN teve o segundo maior número de projetos inscritos no leilão de energia A-5/2014, que a Agência Nacional de Energia Elétrica promoverá no dia 12 de setembro com diversas fontes de energia.

O estado teve 152 projetos cadastrados, com oferta somada de 3.991 Megawatts (MW), entre usinas eólicas, solares e térmicas a biomassa e a gás natural. Os números só são inferiores aos da Bahia, com 387 projetos e 10.817 MW. Dos 152 projetos cadastrados pelo RN, 139 são de projetos eólicos, 11 projetos para geração de energia fotovoltaica, 1 de energia térmica a biomassa e 1 de energia térmica a gás natural.

De acordo com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), que divulgou o balanço das inscrições no início deste mês, o leilão A-5 bateu recorde em projetos cadastrados. Considerando todos os estados e fontes de energia na disputa, há mais de mil empreendimentos inscritos, totalizando 50.906 MW. Todos os projetos ainda passarão pelo processo de habilitação para poderem seguir no leilão.

 

Compartilhar: