De férias, astro da seleção de Gana “escapa da morte” em passeio fatídico

As famosas danças do atacante da seleção ganesa, que costuma comemorar seus gols desta forma, teriam origem nas canções dele

Asamoah Gyan não participou de passeio de jet-ski que teria vitimado o cantor africano Castro. Foto: divulgação
Asamoah Gyan não participou de passeio de jet-ski que teria vitimado o cantor africano Castro. Foto: divulgação

Maior artilheiro africano da história das Copas do Mundo, Asamoah Gyan escapou de uma provável tragédia neste fim de semana. De férias após a eliminação de Gana do principal evento esportivo do ano, o atacante participou de um passeio que pode ter sido fatal a um músico do país africano.

De acordo com informações da imprensa ganesa, Gyan viajou com o irmão mais velho, Baffour, o jovem músico Theophilus Tagoe, popularmente conhecido como Castro, e a namorada do artista para Adah Foah, uma costa localizada no sul de Gana.

Lá, o grupo agendou um safári aquático por dois dias, mas, segundo jornais do país, não havia iates disponíveis. Assim, Gyan e o irmão decidiram por permanecer na praia jogando vôlei, enquanto Castro e a namorada se aventuravam de jet-ski.

O problema, entretanto, é que o barco foi encontrado na água sem o casal. Segundo testemunhas, a mulher caiu no lago e, ao tentar salvá-la, o cantor e a namorada morreram afogados.

Asamoah Gyan é amigo de infância de Castro e participou ativamente da formação musical do artista. As famosas danças do atacante da seleção ganesa, que costuma comemorar seus gols desta forma, teriam origem nas canções dele.

Fonte: Terra

Compartilhar: