Deputado Tomba faz apelo para que governo conclua obras de abastecimento

Tomba convocou os colegas parlamentares a se unir para fazer pleitos junto ao governo federal e assim agilizar obras de recursos hídricos

Deputado Estadual Tomba Farias (PSB). Foto:Eduardo Maia
Deputado Estadual Tomba Farias (PSB). Foto:Eduardo Maia

O deputado Tomba Farias (PSB) fez um apelo para que os governos do Estado e federal concluam as obras de abastecimento de água no RN. No caso da Secretaria Estadual de Recursos Hídricos, o deputado cobrou a instalação dos mais de 100 poços tubulares que foram instalados nas proximidades de Currais Novos e Santa Cruz.

O deputado fez comparação entre os custos dos carros-pipa e da instalação de poços e mostrou cálculos que apontam para valores semelhantes, cerca de R$ 8 a R$ 12 mil: “Um poço tubular hoje para ser instalado é praticamente o mesmo custo de um carro-pipa. É preciso instalar esses poços para que se possa resolver o problema da água na zona rural. Não podemos aceitar o discurso de contenção de despesa, pois nesse país se tem dinheiro para tudo”, disse.

Tomba convocou os colegas parlamentares a se unir para fazer pleitos junto ao governo federal e assim agilizar obras de recursos hídricos. “Esta casa precisa se unir para que a gente possa ter soluções em breve, antes que a seca dizime o nosso Estado. Quero pedir que o governo federal não vire as costas para o Nordeste nem para o nosso povo, discurso que parece antigo, mas continua mais atual do que nunca. A sede e a fome do povo não tem ideologia nem título de eleitor”, disse.

Gustavo Fernandes (PMDB) fez um aparte e cobrou do governo estadual agilidade nas obras anunciadas, como a adutora rápida, que levará água de Itaú (barragem de Santa Cruz, em Apodi), para Pau dos Ferros. “Até hoje a ligação não foi feita e a adutora que está sendo prometida para sair de Apodi a Pau dos Ferros também não foi licitada”, questionou.

Líder do governo, o deputado Getúlio Rego (DEM), informou que as obras da adutora estão prestes a ser começadas e o processo de ligação já está sendo negociado com a Cosern: “As obras serão iniciadas para que não se perca mais tempo e se contribua para tirar o povo desse sofrimento”, disse.

Compartilhar:
    Publicidade