Deputado petista Luiz Moura: um dia reunido com membros do PCC; no outro, com Alexandre Padilha, o homem das amizades complicadas – Alex Medeiros

Por Reinaldo Azevedo Então… Como diz aquela música, “amigo é coisa pra se guardar/ debaixo de sete chaves…” E Alexandre…

Por Reinaldo Azevedo

Então… Como diz aquela música, “amigo é coisa pra se guardar/ debaixo de sete chaves…” E Alexandre Padilha, ex-ministro da Saúde e pré-candidato do PT ao governo de São Paulo, é homem de muitos amigos. Um deles é o deputado estadual Luiz Moura.

Quem é mesmo Luiz Moura? É aquele senhor que foi flagrado pela polícia numa reunião que tinha o objetivo de combinar novos ataques a ônibus na cidade de São Paulo. E quem estava presente ao encontro? Justamente… o deputado!

Havia nada menos de que 13 membros do PCC no local. Um assaltante de banco então foragido, que integrava a turma, tem condenações que somam SETENTA ANOS. O encontro acontecia da sede Transcooper, uma cooperativa de vans da qual o deputado é presidente de honra.

Ele também é integrante da diretoria da Confetrans – Confederação Nacional das Cooperativas de Transporte – e da Fecotrans, que é a federação. Moura é um ex-presidiário condenado a 12 anos de cadeia por assaltos à mão armada. Não cumpriu a pena porque fugiu.

Permaneceu 10 anos foragido e surgiu reabilitado, obtendo perdão judicial. No período em que permaneceu clandestino, juntou um patrimônio de R$ 5 milhões na área de transporte e postos de gasolina. Um empreendedor nato!

Padilha foi à festa de aniversário de Moura, que serviu ainda como uma espécie de pré-lançamento de sua candidatura ao governo do Estado. Acho superbacana esse trânsito todo do deputado petista, né?

Num dia, ele está numa reunião com membros do PCC; no outro, com o candidato do PT ao governo do Estado, ex-ministro da Saúde e um dos principais nomes do partido. Convenham: as circunstâncias, não eu, acabam aproximando duas siglas: PT e PCC – este segundo se assume oficialmente como o partido do crime.

As fotos estão na página do Facebook do fotógrafo do evento. Ele informa que, entre os petistas ilustres, estava o vereador Jair Tatto, irmão do deputado federal licenciado Jilmar Tatto, hoje secretário de Transportes da cidade de São Paulo. A família Tatto é ligada a isso que chamam “transporte alternativo” – cooperativas de vans e de ônibus.

Um dos principais aliados dos Tatto é justamente Luiz Moura, que vem a ser o cara que estava na tal reunião com membros do PCC, onde se planejavam ataques a ônibus. Não obstante, na terça, Jilmar preferiu atribuir à PM parte do caos que tomou conta de São Paulo.

E isso tudo é apenas… fato! (RA, no site da Veja)

Governo técnico

O pré-candidato do PSD ao governo, Robinson Faria, cantou uma pedra no tabuleiro eleitoral que na maioria das vezes não se faz numa campanha. Prometeu um governo com mais técnicos e menos políticos, sabendo que com isso espanta o segundo caso.

Experiência

A ideia de Robinson já foi posta em prática no RN, após o candidato vencer a eleição mas sem prometer antes, e com isso gerou um dos melhores governos do estado. Na primeira gestão de José Agripino, a partir de 1983, os técnicos dominaram seu grupo.

Coragem

Com muitos quilômetros rodados nas estradas da política, Robinson está sendo corajoso em oferecer uma gestão técnica antes mesmo do processo eleitoral. Sabe que perde políticos com isso, mas abre um caminho de confiança na sociedade angustiada.

Aliança

No dia do seu aniversário, ontem, o senador José Agripino foi destaque na imprensa por um fato político e não festivo. Um fato nem tão inédito assim, pois muita gente já sabia que o DEM caminharia para apoiar a candidatura a governador de Henrique Alves.

Convenção

Em se confirmando oficialmente o apoio de Agripino à chapa do PMDB e PSB, restará mesmo a Rosalba Ciarlini medir forças com o agripinismo na convenção de junho que define os rumos eleitorais da legenda. Pelo que se sabe, o senador tem o controle.

O vice de Aécio

Para FHC, o perfil é este: “Primeiro, precisamos de um vice que seja solidário. Segundo, que não tire voto. Terceiro, se puder, que agregue voto”. Sendo assim, há três opções: o apresentador Luciano Huck, a juiza Ellen Gracie e Joaquim Barbosa.

Lisboa lotada

De ontem para hoje, cerca de 70 mil espanhóis entraram na capital portuguesa por via terrestre, em carros próprios, ônibus e trens. Não há lugar para estacionamento nem vagas em hotéis. É a grande festa da final da Champions League, hoje às 15h45.

Nossos olheiros

Vários potiguares se deslocaram até Lisboa para assistir o jogão Real Madrid x Atletico Madrid, entre eles os amigos e leitores da coluna, desembargador Claudio Santos e os empresários Sergio Cirne e Sergio Azevedo. Todos levaram alguns familiares.

Ronaldo

Até ontem, o ex-jogador Ronaldo Nazário fazia parte do staff dos organizadores da Copa que gozavam da simpatia dos militantes do PT. Foi só dizer que os problemas e atrasos não são culpa da FIFA, mas do governo federal e estaduais, está sendo zoado.

Visita

Depois de um périplo pela Europa, curtindo férias, o jornalista Dácio Nitrini, diretor de jornalismo da TV Gazeta, desembarcou em Natal para encerrar o passeio e retornar a São Paulo. Aproveita para visitar os familiares da esposa potiguar, Tânia Vidal.

Compartilhar: