Dia Mundial da Internet Segura é comemorado nesta terça-feira

Data lembra os usuários da importância de desenvolver práticas seguras na web

Pesquisa mostra que 33% dos brasileiros não dão logout após saírem das redes sociais. Foto:Divulgação
Pesquisa mostra que 33% dos brasileiros não dão logout após saírem das redes sociais. Foto:Divulgação

Nesta terça-feira (11) é comemorado o Dia Mundial da Internet Segura. Organizada pela Insafe, uma cooperação internacional pelo uso seguro da internet, a data pretende para promover práticas mais seguras e responsáveis no ambiente online, especialmente para jovens e crianças ao redor do mundo.

A data relembra os usuários das vulnerabilidades a que estão sujeitos na web e da importância do desenvolvimento de comportamentos seguros, além de atentar para a privacidade online das informações.

De acordo com uma pesquisa da Symantec, empresa de soluções em segurança online, muitos brasileiros ainda têm práticas preocupantes na internet. Por exemplo: 33% dos brasileiros não dão logout após saírem das redes sociais e 31% se conectam com pessoas desconhecidas. A companhia alerta que esse comportamento favorece a ação de criminosos, que enxergam nessas ocasiões a possibilidade de roubar dados e disseminar ameaças, como spam.

Aplicativos são usados em golpes

Na maioria das vezes, golpistas tentam sequestrar informações em perfis sociais por meio de downloads de aplicativos duvidosos e, muitas vezes, o internauta cai sem perceber. Um dos artifícios usados é o de convencer os usuários a responderem pesquisas ou instalarem aplicativos aparentemente inofensivos.

Uma pesquisa feita pela ESET, também especializada em segurança para a internet, mostra, entretanto, que os usuários latino-americanos estão mais preocupados com possíveis falhas de segurança na internet. Entre os entrevistados, 90% não se sentem totalmente seguros colocando informações na nuvem e 52% acreditam que dados armazenados pelas redes sociais também não são completamente seguros.

Segundo o coordenador de Awareness & Research da ESET América Latina Raphael Labaca Castro a melhor forma dos usuários minimizarem os riscos à privacidade é adotar um comportamento seguro e manter um dispositivo de segurança específico – e atualizado – em todos os equipamentos com acesso à internet.

“Acreditamos que a preocupação dos usuários com a privacidade das suas informações tem aumentado nos últimos anos e, com certeza, será ainda mais evidente em 2014″.

A pesquisa mostra ainda que 58% dos usuários armazenam suas senhas em dispositivos móveis e que 63% dos entrevistados já perderam ou tiveram smartphones ou tablets roubados.

Fonte:R7

Compartilhar: