Dibson Nasser espera assumir mandato ainda hoje na Assembleia Legislativa

Dibson: “Vou analisar cenário e alianças políticas para definir em quem votarei”

56u56u56u5

Joaquim Pinheiro

Repórter de Política

O deputado Dibson Nasser, do PSDB, que havia sido afastado do mandato por decisão da justiça eleitoral há 1 ano e 6 meses, espera reassumir sua vaga na Assembleia Legislativa ainda durante o dia de hoje. O deputado do PSDB informou na manhã de hoje que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já informou a decisão ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que deverá encaminhar ainda hoje o pedido de posse à Assembleia Legislativa – até o fechamento desta edição, a comunicação oficial não havia chegado a Casa.

“A espera foi grande e dolorosa, mas sempre acreditei na justiça e agora foi restabelecido o que é meu”, disse o deputado do PSDB.

Dibson Nasser afirma que durante todo o período que ficou sem mandato e, consequentemente, fora da Assembleia Legislativa, teve um grande prejuízo político/eleitoral, já que suas bases foram invadidas e para recompô-las terá que trabalhar intensamente, inclusive, visando obter os votos necessários para se eleger deputado estadual nas eleições de outubro. “Além da política, houve também um grande choque emocional”, disse o deputado, que na última eleição obteve 41.873 votos em 163 municípios do Estado.

Questionado sobre seu posicionamento com relação ao pleito majoritário, Dibson Nasser informou que ainda não tem definição sobre quem apoiará, mesmo seu partido, o PSDB, tendo anunciado que votará no candidato do PMDB ao Governo do Estado, Henrique Eduardo e participado da convenção peemedebista no último final de semana na Zona Norte da capital. “Vou reassumir o mandato, analisar o cenário, as composições e alianças políticas para definir em quem votarei”, disse o deputado.

SEGUNDO TURNO

Sobre a sucessão presidencial, Dibson Nasser, acredita que o candidato Aécio Neves tem todas as condições necessárias para chegar ao segundo turno e vencer as eleições de outubro. “O momento é de mudanças. O PSDB tem tudo para ir ao 2º turno e eleger o futuro presidente da República”, concluiu Dibson.

MOTIVO DA CASSAÇÃO

O deputado Dibson Nasser, do PSDB, foi eleito em 2010 e cassado no final de 2012 sob a acusação de abuso do poder político, sendo convocado para assumir o seu lugar na Assembleia Legislativa o suplente José Adécio Costa, do DEM. O ministro João Otávio Noronha, do TSE, desqualificou a principal acusação de que o deputado teria recebido doações de funcionários da Câmara Municipal de Natal para sua campanha, quando o seu pai, vereador Dickson Nasser era presidente do Poder Legislativo Municipal. O magistrado considerou as doações regulares por estar nos limites definidos pela lei.

Compartilhar: