Diego na Fúria

Enquanto no Brasil, Luís Felipe Scolari faz os cálculos e análises sobre quem vai atuar de centroavante na seleção canarinho…

Enquanto no Brasil, Luís Felipe Scolari faz os cálculos e análises sobre quem vai atuar de centroavante na seleção canarinho (Fred, Jô ou Tardelli, quem diria?), o técnico da Espanha, Vicente Del Bosque, convocou Diego Costa, o brasileiro do Atlético Madrid.

Único por enquanto no campeonato espanhol a ameaçar a artilharia do português Cristiano Ronaldo, o atacante do rival doméstico do Real Madrid foi chamado para enfrentar a Itália no amistoso de 5 de março, no Vicente Calderón, estádio do Atlético.

Diego Costa deixou para trás os mais prováveis candidatos da camisa 9 espanhola, como Fernando Torres, Soldado e David Villa. Deverá compor a linha de frente com Negredo, que anda numa fase semelhante à sua, no time do Manchester City.

A imprensa da Espanha nesse sábado destaca o atacante brasileiro como a grande novidade na lista dos 22 escolhidos por Del Bosque, que desde a polêmica sobre escolher Espanha ou Brasil não conversou mais com o jogador, apenas o acompanhou.

O técnico deixou claro que o artilheiro alvirrubro entrou na sua lista porque “é um jogador que vem para a seleção pelos méritos no seu clube e que consideramos capaz de nos ajudar”. A relação para o amistoso, evidente, não é definitiva para a Copa.

Indagado se não havia ainda algum empecilho legal para Diego jogar pela Fúria, Del Bosque disse não ter ideia. O técnico campeão do mundo disse não ter contato com o jogador há algum tempo e que a Federação Espanhola aprovou seu nome na lista.

Os repórteres perguntaram também como ele irá proceder para quebrar o clima hostil entre Diego e o zagueiro do Real Madrid, Sergio Ramos, ambos protagonistas de cenas de luta livre no último derby da capital e de provocações verbais na imprensa.

O treinador prefere não dar importância ao episódio e acredita que os dois jogadores saberão se comportar como peças de uma mesma estrutura. Sobre a ausência dos outros goleadores, lembrou que ainda há três meses até à lista definitiva para a Copa no Brasil.

Com um gol a menos do que Cristiano Ronaldo (o português tem 22 gols na artilharia da Liga BBVA), Diego Costa é o único no momento a acompanhar o ritmo do melhor jogador do mundo. E ambos se enfrentarão no clássico do próximo domingo.

Dos 21 gols marcados no espanhol e dos 5 na Champions League, quase todos foram em 2013. A torcida atleticana já estava ansiosa com o jejum de Diego em 2014, até que ele fez os gols que determinaram as vitórias sobre o Milan e o Rayo Vallecano.

Do final de janeiro para cá, seu cheiro de gol parece ter retornado como nos dois últimos anos, quando surpreendeu a mídia esportiva espanhola e mundial. A convocação para a seleção decerto será um ingrediente para o derby contra o Real.

Os dois clubes de Madrid estão nesse momento em situação melhor que o Barcelona e podem garantir no duelo um passo gigantesco para a conquista do título da temporada. As manchetes de hoje já emulam a importância do confronto entre os dois artilheiros.

As outras duas novidades da lista de Vicente Del Bosque são o zagueiro César Azpilicueta, do Chelsea, e o meia Thiago Alcântara, do Bayern de Munique, substituindo Piqué e Fábregas, ambos do Barcelona e com problemas de contusão.

A estreia de Diego pela Fúria já era para ter ocorrido em novembro de 2013, mas uma lesão muscular obrigou Del Bosque a cortá-lo. Parte da imprensa brasileira está considerando Thiago Alcântara também brasileiro, mas ele nasceu na Itália.

Diego Costa nasceu na cidade de Lagarto, sertão de Sergipe, e o primeiro contato com um clube de futebol foi no modesto Barcelona Capela, em São Paulo. Foi levado ainda adolescente para Portugal, onde foi descoberto por um olheiro do Atlético Madrid. (AM)

 

Em queda

A economia brasileira poderá encerrar 2014 na mesma posição da seleção de futebol, na 9ª colocação. É o que aponta estudo da EIU, Economist Intelligence Unit, a partir do pibinho de 2,3% registrado e que nos deixou atrás dos demais países emergentes.

Em nono

Segundo a EIU, o pífio crescimento e a desvalorização cambial farão o Brasil perder a posição de sétima economia do mundo, conquistada pela primeira vez durante o regime militar nos anos 1970. Índia e Rússia poderão assumir as sétima e oitava posições.

Ironia

Depois do editorial do jornal britânico Financial Times, que ironiza com a economia brasileira, o Planalto acionou seu secretário de comunicação, jornalista Thomas Traumann, que enviou uma carta para o editor do periódico, Lionel Barber.

Vergonha

O problema da Justiça no Brasil é a interferência política na composição dos colegiados, como ficou claro ontem quando os ministros “substitutos” (indicados pelo PT) modificaram o placar no julgamento do crime de formação de quadrilha na Ação 470.

Voto pronto

A popularidade do presidente do STF, Joaquim Barbosa, comprova que ele está certo ao futucar os ministros que votam notadamente em favor dos mensaleiros. Os votos dos militantes já vieram prontos, preparados desde o instante em que Dilma os convocou.

Perigo

“Fazia tempo que eu não via o Supremo rever sua própria decisão em tão pouco tempo. Isso é um precedente perigoso, pode abrir uma jurisprudência que nós não sabemos em que lugar chegará”. Deputado Beto Albuquerque, líder do PSB na Câmara Federal.

De Reinaldo Azevedo

“Barroso saiu do armário e disse o que pensa sobre o mensalão: apenas ‘recursos não contabilizados’ de campanha, como disse Delúbio Soares. Apesar do complexo de Schopenhauer, ele é só um Delúbio com toga, glacê e fricotes retóricos”. (Folha)

Presidência

O deputado Henrique Alves (PMDB) embarcou para Miami com menos peso no juízo em relação à sua reeleição na presidência da Câmara, que já esteve em grande risco de ser abatida antes da hora. Nos últimos dias, ele recuperou a condição de favorito.

Copa 14

A revista Placar de fevereiro traz reportagem sobre o sentimento dos turistas estrangeiros quanto à violência urbana e a falta de estrutura no Brasil. O quadro pintado legitima a grande matéria da revista France Football com título “Mundial do Medo”.

América

Mais uma vez, o time do América confirma sua histórica condição de maior representante do RN em torneios além-fronteiras natalenses. Conquistou com folga um lugar na semifinal da Copa Nordeste, ao lado de Ceará, Sport e Santa Cruz.

Patrulhamento FC

O termo semita vem desde Noé, especificamente do seu filho Sem, que viveu 600 anos. Ontem, o jogador Anelka foi suspenso por 5 jogos por fazer gesto “antissemita”. Podemos ser contra americanos, contra argentinos, contra russos; menos contra semitas.

Compartilhar:
    Publicidade