Dilma anuncia R$ 2,8 bilhões para obras de saneamento do PAC

O pacote de investimentos, com recursos da Funasa, faz parte da terceira etapa do PAC 2 e deve beneficiar 5,3 milhões de pessoas, segundo cálculos do governo

11-04-06_-_Fotos_areas_-_Relea2

A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta terça-feira a liberação de R$ 2,8 bilhões para obras de saneamento em 635 municípios brasileiros com até 50 mil habitantes. O pacote de investimentos, com recursos da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), faz parte da terceira etapa do PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento) e deve beneficiar 5,3 milhões de pessoas, segundo cálculos do governo.

Segundo a presidente, os investimentos no setor de saneamento são ainda mais importantes no cenário atual porque o crescimento da renda tem se mostrado bem superior ao do setor de serviços. De acordo com números apresentados por Dilma, nos últimos 20 anos, enquanto o crescimento do acesso da população a bens de consumo chegou a uma taxa de 320%, os serviços cresceram apenas 48%. Essa defasagem que deverá ser combatida, garantiu a presidente.

“Tivemos um salto no investimento em saneamento. Em 2002, foi investido menos de R$ 1 bilhão. Agora, estamos chegando a R$ 37,8 bilhões. Mas sempre teremos de ter mais investimentos em serviços”, disse.

Dilma afirmou ainda que o governo aprendeu a realizar investimentos no setor. Lembrando que dinheiro aplicado em saneamento é traduzido em mais saúde à população, a presidente comparou o tempo que era necessário há alguns anos para colocar de pé obras de interesse público com o que é feito atualmente.

“No Brasil se levava em torno de seis anos entre a decisão de construir à construção. Se contar a parte da licitação levava mais tempo. Hoje, o que decidimos fazer nesse exato momento, vai beneficiar a população daqui a dois, três, quatro anos no máximo porque aprendemos a fazer mais rápido”, vangloriou-se, sem detalhar o que teria acarretado essa mudança.

 

Fonte: Terra

Compartilhar: