Dilma confirma reajuste do salário mínimo para R$ 724 em 2014

Pela lei que rege o reajuste do mínimo até 2015, o reajuste deve corresponder à variação do Produto Interno Bruto (PIB)

O novo valor do salário mínimo deve representar a injeção de R$ 46 bilhões na economia brasileira no ano que vem. Foto: Divulgação
O novo valor do salário mínimo deve representar a injeção de R$ 46 bilhões na economia brasileira no ano que vem. Foto: Divulgação

A presidente da República, Dilma Rousseff, anunciou nesta segunda-feira, em sua conta do Twitter, ter assinado o decreto que reajusta o salário mínimo para R$ 724 a partir de janeiro de 2014. O reajuste, o mesmo aprovado pelo Congresso no Orçamento do ano que vem, é de 6,78% sobre o valor atual, de R$ 678.

 

“Assinei decreto que reajusta o Salário Mínimo para R$ 724,00 a partir de janeiro de 2014 – reajuste de 6,78% sobre o valor atual”, escreveu a presidente.

O novo valor do salário mínimo deve representar a injeção de R$ 46 bilhões na economia brasileira no ano que vem, segundo estimativa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Pela lei 12.382, que rege o reajuste do mínimo até 2015, o reajuste deve corresponder à variação do Produto Interno Bruto (PIB) do ano retrasado mais a inflação do ano anterior medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Quando o governo federal enviou ao Congresso, em agosto, a proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o Congresso, o salário mínimo havia sido previsto em R$ 722,90, valor modificado no Legislativo. Na época, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, havia estimado um impacto nas contas públicas de R$ 29,2 bilhões com o reajuste.

 

Fonte: Terra

Compartilhar: