Dilma diz que autorizou envio de tropas para garantir paz na Bahia

Presidente disse que “é inadmissível que a segurança da população baiana fique em risco”

"O governador Jaques Wagner tem todo o apoio", disse a presidente. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
“O governador Jaques Wagner tem todo o apoio”, disse a presidente. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A presidente Dilma Rousseff comentou, nesta quinta-feira (17), o envio de tropas federais para a Bahia, onde os policiais militares estão em greve desde a noite da última terça-feira. Em seu perfil oficial no Twitter, a presidente disse que “é inadmissível que a segurança da população baiana fique em risco”.

— Autorizei o envio de tropas federais para dar apoio à segurança pública e garantir a paz na Bahia. É inadmissível que a segurança da população baiana fique em risco. O governador Jaques Wagner tem todo o apoio do meu governo para garantir segurança à população da Bahia.

Só nesta quarta-feira (16), um dia após os policiais militares anunciarem greve, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia registrou 21 mortes em Salvador e na RMS (região metropolitana de Salvador). Entre as 6h e as 24h de ontem, foram contabilizadas, ainda, quatro tentativas de homicídio.

Todas as vítimas são do sexo masculino. Os homicídios ocorreram em Massaranduba, Cajazeiras VI, Arraial do Retiro, Lapinha, Valéria, Praia Grande, São Bartolomeu, Cidade Nova, Periperi, Lobato e quatro em Paripe. Na RMS foram registrados os assassinatos em São Francisco do Conde, Camaçari, Vila de Abrantes, e quatro em Lauro de Freitas.

De acordo com o governo, tropas do Exército já patrulham as ruas em Salvador e Ilhéus, no Sul do Estado, e estão prontas para atuar em Feira de Santana, Paulo Afonso, na região Nordeste, e Barreiras, no Oeste baiano.

 

Fonte: R7

Compartilhar:
    Publicidade