Diretoria do Alecrim promete reverter situação de crise financeira

Vice-presidente Washington Fernandes diz que clube pagará salários na segunda-feira

Recém reeleito, Washington diz que clube não pode ficar na dependência de somente um patrocinador. Foto: Divulgação
Recém reeleito, Washington diz que clube não pode
ficar na dependência de somente um patrocinador. Foto: Divulgação

A crise financeira que tomou conta do Alecrim Futebol Clube ecoou por todo o Brasil no dia de ontem quando o jogador Ruy Cabeção decidiu protestar na internet, colocando inclusive um video mostrando as condições de campo de treinamento, na mídia social. A exposição da agremiação deixou a atual diretoria bastante chateada, pois a mesma internet que empregou o atleta, foi usada agora para denegrir a imagem do clube que ofereceu emprego.

“Sinceramente, não esperávamos por esta atitude de Ruy, logo ele que sempre se mostrou um atleta tão ético e que conseguiu chegar ao Alecrim justamente através do twitter quando pedia emprego. Mas infelizmente, todos os clubes estão sujeitos a esses problemas, foi assim com Washington no ABC, Ronaldinho no Flamengo e outros mais”, disse o vice-presidente esmeraldino, Washington Fernandes que reconheceu os problemas financeiros do clube e prometeu pagar um, dos três meses de salarios atrasados do plantel.

Segundo Washington, na segunda-feira, será realizado o pagamento do mês de outubro. “Na verdade são dois meses de salários, pois o mês dezembro ainda não venceu, mas os jogadores podem ter certeza que na segunda-feira iremos começar a pagar o mês de outubro”, garantiu Washington. Os recursos virão do patrocínio da Ecohouse. “Devido a ausência do presidente Anthony Armstrong, que está no exterior, quem responde pela empresa patrocinadora é Gabriela, e ela nos garantiu que na segunda-feira fará a quitação do mês de outubro”, comunicou.

Sobre os outros problemas relatados através de e-mails anônimos, como falta de cozinheira, que se demitiram por falta de pagamento, e que provocou o corte nas refeições dos jogadores na casa que serve como pousada, situada em Paranamirim, o vice disse que tudo já está sendo providenciado.

“Estamos contratando novas cozinheiras e acertando com um novo fornecedor de alimentos”, revelou. Quanto ao transporte dos atletas para o treino no CT do Ninho do Periquito, em São Gonçalo, que também estava paralisado por falta de pagamento, Washington também prometeu regularizar. “Antes esse serviço de transporte era feito com uma empresa terceirizada e agora vamos passar a utilizar o próprio ônibus do clube, cujo veículo pertence a um conselheiro”, explicou.

Compartilhar: