Disque Denúncia cria Programa Linha Verde para combater crimes ambientais

Canal permite denunciar crimes contra o meio ambiente através de uma ligação com custo local

filhote-de-aa-apreendidos-em-corumba-nov-2004-foto-neiva-guedes2

Como parte das comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente (05/06), o Disque Denúncia criou o Programa Linha Verde – uma parceria com a Secretaria de Estado do Ambiente do Rio de Janeiro, que busca contribuir com o desenvolvimento socioambiental atuando também nas áreas de conscientização ambiental e preservação do meio ambiente.

Nos últimos anos, o Disque Denúncia passou a identificar que há um grande contingente de denúncias recebidas de crimes ambientais, especialmente contra à fauna e flora, bem como ameaças às áreas de Preservação Permanente e às Unidades de Conservação. Os crimes ambientais são motivados por três fatores: certeza da impunidade; falta de informação e ausência de controle social da população.

O programa disponibiliza o número 0300 253-1177 para que a população brasileira possa denunciar os crimes ambientais através de uma ligação com custo local.

De acordo com a coordenadora do Disque Denúncia, Adriana Nunes, “o Linha Verde veio para dar visibilidade aos temas ambientais, sendo um canal de atendimento especializado para recebimento de informações que possam contribuir com as autoridades no combate aos crimes relacionados ao meio ambiente”. A coordenadora ressaltou ainda que o 0300 garante anonimato ao denunciante e contribui para a redução dos crimes ambientais.”

A secretaria contabiliza que, em cinco anos, o Disque Denúncia recebeu cerca de 36 mil ligações relativas a crimes cometidos contra o meio ambiente. Os municípios do Rio de Janeiro (21.573), Duque de Caxias (2.198) e São Gonçalo (2.099) lideram o ranking de denúncias.

São recebidas aproximadamente 7,2 mil denúncias ambientais por ano e cerca de 20 ligações por dia. Somente no ano de 2013 foram registradas 7.543 denúncias sobre meio ambiente, mais da metade relativo a maus tratos de animais, seguido de desmatamento e comércio de animais silvestres. Os resultados obtidos através das denúncias já superam os registrados em 2012. Foram apreendidos 653 pássaros, além de cobras, tartarugas, jabutis, lagartos e micos. Animais exóticos como serpentes raras e insetos, assim como espécies originárias de outros países também.

 

Fonte: National Geographic

Compartilhar:
    Publicidade