Dívida de R$ 135 milhões fará presidente do São Paulo vender três jogadores

Conselheiros tentaram arrancar de Aidar os nomes dos atletas que podem ser negociados

Douglas está perto de um acerto com o Barcelona e deverá render R$ 10 milhões ao Tricolor. Foto: Divulgação
Douglas está perto de um acerto com o Barcelona e deverá render R$ 10 milhões ao Tricolor. Foto: Divulgação

Douglas não deverá ser o único jogador vendido pelo São Paulo nesta janela de transferências. O presidente Carlos Miguel Aidar confidenciou aos conselheiros na segunda-feira que precisa negociar ao menos três atletas para equacionar as dívidas.

Aidar revelou na reunião do Conselho Deliberativo que o São Paulo tem hoje R$ 135 milhões emprestados apenas com bancos. Nas contas do presidente, as três vendas poderiam garantir até R$ 85 milhões.

Os conselheiros tentaram arrancar de Aidar os nomes dos atletas que podem ser negociados, porém, o dirigente não falou nem de Douglas, que acerta últimos detalhes para jogar no Barcelona por R$ 18 milhões. Dono de 60% dos direitos econômicos do lateral, o Tricolor ficará com R$ 10,8 milhões se o acordo vingar.

“Não há jogador inegociável no São Paulo. Até o Alan Kardec, que acabou de chegar, pode sair se aparecer alguma oferta boa para ele e para o clube”, reconhece o presidente.

Dos R$ 135 milhões de dívidas bancárias, R$ 50 milhões são do empréstimo com uma instituição bancária indicada pela Globo, que teve cotas de TV oferecidas como garantia.

Troca inviável

O interesse do Barcelona em Douglas fez o São Paulo sondar Daniel Alves. Mas o negócio foi descartado por causa do salário do lateral da seleção. “Ele ganha R$ 1 milhão por mês”, revelou Aidar. “Fica impossível para o nosso caixa.”

Por falar em Aidar, o presidente passou a noite em claro após a derrota diante do Bragantino e a eliminação na Copa do Brasil. “Nem esperei o jogo acabar para ir embora para casa. Pior é que não dormi a noite toda.”

O fiasco de quarta-feira ainda causou prejuízo ao São Paulo. A renda com os 7.508 pagantes não foi capaz de cobrir nem sequer os custos do jogo. A consequência: o Tricolor teve de gastar R$ 29 mil.

Fonte: IG

Compartilhar:
    Publicidade