Saiba o que abre e fecha durante a Copa, além das perdas do varejo no RN

Pelas contas da entidade, varejo potiguar deixará de faturar, em dois meses, R$ 42 milhões. Mas número é minimizado pelo presidente Marcelo Queiroz

U76UI76U67U67U

Com base em dados divulgados pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a Fecomércio RN divulgou nesta terça, 20.05, uma estimativa de perdas para o comércio varejista potiguar em virtude dos horários diferenciados de funcionamento durante a Copa do Mundo Fifa 2014.

Um levantamento preliminar feito pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), desde a Copa de 2002, mostra que as vendas do comércio varejista restrito normalmente diminuem 0,7% no bimestre de Copa em relação a anos normais.  Nas contas do economista da CNC, Fabio Bentes, considerando esta premissa, o varejo nacional deixará de faturar R$ 1,5 bilhão em junho e julho deste ano.

“Projetando esta mesma perda e considerando que, entre junho e julho, em um ano normal, o setor de comercio varejista potiguar fatura cerca de R$ 6 bilhões, podemos dizer que deixaremos de vender algo em torno de R$ 42 milhões, nos meses de junho e julho, em virtude deste funcionamento diferenciado”, afirma o presidente da Fecomércio RN. Marcelo Queiroz.

Mas o número não é de todo negativo. “Eu já afirmei algumas vezes que, para o comércio potiguar, os ganhos com a Copa devem ficar aquém do que imaginávamos, por alguns motivos, entre eles a não efetivação de boa parte dos investimentos públicos, dos quais somos muito dependentes. Mas isso não quer dizer que a Copa seja negativa.

Estas vendas a menos que estamos prevendo no comercio varejista devem ser compensadas com o movimento do setor de serviços (notadamente alimentação, hospedagem e lazer) e sobretudo com o projetado e desejado aumento de fluxo turístico que deveremos ter com o recall que o destino Natal deverá ter por estar se mostrando ao mundo com o evento. Além disso, alguns segmentos específicos do varejo, como o de TVs, fatura muito mais em função do mundial. Podemos dizer que este faturamento que deixa de existir entra na conta dos fatores sazonais aos quais todo o mercado está sujeito”, ressalta Queiroz.

Vale registrar que, segundo o que ficou definido em uma reunião relizada há cerca de quinze dias na sede da Fecomércio RN, o comércio da capital irá funcionar normalmente em dias de jogos na Arena das Dunas e terá horários diferenciados nos dias de jogos do Brasil (um deles no dia 12 de junho, Dia dos Namorados, uma das datas mais fortes do varejo no ano).

O presidente Marcelo Queiroz faz questão de pontuar que o fato de a Prefeitura de Natal não ter decretado feriado nos dias de jogos na cidade foi positivo. “Isto evitou que  as lojas tivessem que arcar ainda com despesas trabalhistas em dobro, entre salários e encargos, o que iria impactar ainda mais nos custos já altos das empresas”, diz Queiroz.

SOBRE O HORÁRIO DO COMÉRCIO EM NATAL

COMO SERÁ:

- DIAS DE JOGOS EM NATAL

TODO O COMÉRCIO FUNCIONA NORMALMENTE

- DIAS DE JOGOS DA SELEÇÃO BRASILEIRA:

COMÉRCIO DE RUA : FECHA DUAS HORAS ANTES DE CADA PARTIDA E NÃO REABRE.

SUPERMERCADOS: FECHAM MEIA HORA ANTES DE CADA PARTIDA E REABRE MEIA HORA DEPOIS

SHOPPINGS: CADA SHOPPING IRÁ ESTIPULAR SEU HORÁRIO, MAS DE UMA MANEIRA GERAL FECHAM UMA HORA ANTES E REABREM UMA HORA DEPOIS DE CADA PARTIDA.

Compartilhar: