Dois dentes e um fogão – Danilo Sá

Fernando Rodrigues Colunista Folha de São Paulo   É possível que Dilma Rousseff não tenha sido consultada quando alguém decidiu…

Fernando Rodrigues

Colunista Folha de São Paulo

 

É possível que Dilma Rousseff não tenha sido consultada quando alguém decidiu dar dois dentes novos a Marinalva Gomes. Moradora de Batatinha, na Bahia, dona Nalvinha ganhou a prótese um dia antes de a petista passar em sua casa para gravar um comercial.

Não concebo um assessor levando o assunto a Dilma: “Presidenta, encontramos uma sertaneja na Bahia. Ela vai recebê-la e gravar imagens para a campanha. É a dona Nalvinha, que é banguela. Mas vamos dar a ela os dois dentes da frente antes de a sra. chegar. Tudo bem?”

Parece evidente que ninguém teria coragem de vocalizar tal ideia de jerico para a presidente. Só que esse não é o ponto. A atitude errada prosperou porque o ambiente a favorece.

Áulicos sentiram-se à vontade. Colocaram o plano em execução. A equipe de TV dilmista talvez tenha chegado a Batatinha com antecedência. A maquiagem estava em curso. Além dos dois dentes, como relatou o jornalista João Pedro Pitombo, dona Dalvinha também ganhou um fogão à lenha ampliado. Imagem é tudo.

O assistencialismo é um dos traços mais retrógrados da rudimentar democracia brasileira. Evoca o pior do país. Os dois dentes e o fogão de dona Dalvinha carimbam em Dilma a marca do atraso que um dia o PT combateu. Até ontem à tarde, o fogão à lenha de Batatinha era exibido num vídeo no site Dilma Muda Mais. Cabe perguntar: muda mais o quê?

O governador da Bahia, o petista Jaques Wagner, produziu a melhor frase sobre o episódio: “Todo mundo bota roupa bonita para receber a presidenta”. É verdade. Quem não tem dentes ganha alguns na véspera.

Com avanço da tecnologia, as imagens das propagandas de candidatos governistas mostram um mundo idílico. O céu de São Paulo nunca é tão azul como no horário eleitoral. As rodovias de Dilma parecem estar na Alemanha, de tão lindas e perfeitas.

Pena que seja impossível morar dentro da propaganda do governo. (Publicado na Folha de São Paulo 23/08/2014)

MORALIZAÇÃO

Foi rápido no gatilho o vereador Albert Dickson, presidente da Câmara Municipal de Natal, diante das denúncias de funcionários fantasmas na Casa, suspeita antiga e que volta aos jornais de tempos em tempos. A realização de um concurso público para o legislativo natalense é uma iniciativa que merece reconhecimento e acertada. Resta saber se dará tempo de Albert realizar o certame ainda na sua gestão.

INÚTIL

A população ainda não engoliu a utilidade do último viaduto inaugurado no entorno da Arena das Dunas. A obra, gigantesca e milionária, serve apenas para evitar congestionamentos no acesso da marginal para a BR-101. São muitos os gargalos, bem maiores, que precisavam de investimentos menores na capital.

CAOS I

Os relatos que chegam a coluna sobre a real situação do Hospital Walfredo Gurgel são alarmantes. Os corredores estão, sim, novamente ocupados, ao contrário da propaganda oficial do governo Rosalba. São muitos os pacientes na fila por uma vaga em um simples quarto. Tem médico liberando pacientes ainda em más condições, apenas para diminuir a lotação da unidade.

CAOS II

O deputado estadual Kelps Lima apresentará nesta segunda-feira (25), na Assembleia Legislativa, uma solicitação para que o secretário estadual de Segurança Pública, Eliéser Girão, compareça a Casa para apresentar os projetos que estão sendo realizados com o objetivo de enfrentar a violência desenfreada no Rio Grande do Norte. Diante do caos, qualquer iniciativa é válida.

GIRA MUNDO

Com a oficialização da candidatura da ex-senadora Marina Silva (PSB), a presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff, terá seis ex-petistas entre seus dez adversários na disputa à Presidência da República. Além de Marina, já militaram no PT Luciana Genro (PSOL), Eduardo Jorge (PV), Zé Maria (PSTU), Mauro Iasi (PCB) e Rui Costa Pimenta (PCO) – os quatro últimos são fundadores do PT, inclusive. Curiosamente, Dilma entrou para a política pelo PDT antes de se unir aos petistas.

INACEITÁVEL

Por falar no secretário Girão, em entrevista ao G1 o general aposentado do Exército disse ser “inadmissível” o protesto dos taxistas e motoristas de ônibus, que causaram um grande congestionamento na cidade ontem pela manhã. Com todo o respeito ao homem da (in) segurança potiguar, mas inaceitável mesmo é a sequência de assaltos, arrastões, assassinatos, sequestros, roubos de carro, etc. Ninguém aguenta mais.

ESMERALDINO I

A torcida do Alecrim tem encontro marcado neste domingo (24). A partir do meio dia, na Associação Comercial da Ribeira, será realizada a festa pelos 99 anos do clube, celebrados este mês. O acesso à comemoração será gratuito desde que o participante compareça vestido com a camisa do Alecrim ou que esteja de verde.

ESMERALDINO II

Segundo Normando Bezerra, a torcida do Alecrim homenageará os bicampeões de 1964 que estão vivos e residem no RN: goleiro Bastos, Bira, laterais Miltinho e Berilo, volante Hilo, ponta direita Zezé, meia Crezo e o centroavante Galdino, o melhor treinador do RN Pedrinho Teixeira (o popular Pedrinho 40), o tesoureiro Avani Batista, a senhora Magnólia de Macedo Veiga, viúva do Coronel Veiga, ex-presidente do Verdão e homenagens “in memoriam” aos ex-presidentes bicampeão em 64 Jackson Dias e ao ex-treinador Marinho Chagas. Deste canto de página, este colunista alecrinense fica na torcida para que, em 2015, o Verdão tenha um ano melhor, honrando assim a fiel torcida que sempre lhe acompanha, onde quer que esteja. A esperança por dias melhores é eterna companheira da torica alecrinense.

Compartilhar: