Dom Jaime Vieira comemora 18 anos de ordenação episcopal

Sobre as comemorações da grande data, o bispo falou que será tudo muito simples, mas com grande significado para ele

Dom Jaime Vieira tomou posse como arcebispo de Natal em fevereiro de 2012. Foto: Divulgação
Dom Jaime Vieira tomou posse como arcebispo de Natal em fevereiro de 2012. Foto: Divulgação

Nascido no município de Tangará, de família católica e humilde, o menino que sempre quis ser padre hoje é arcebispo de Natal. Dom Jaime Vieira Rocha, hoje aos 66 anos, comemora na próxima segunda-feira os 18 anos de ordenação episcopal. Dom Jaime foi sagrado bispo em 6 de janeiro de 1996, na Basílica de São Pedro, em Roma, pelo Papa João Paulo II. A festa de comemoração será realizada às 17h, no Santuário de Santos Reis, em Natal, juntamente com o encerramento da Festa de Santos Reis.

Em 1961, aos 14 anos de idade, Dom Jaime decidiu deixar a Fazenda Cruzeiro, onde vivia com seus pais e seus oito irmãos, e entrou para o seminário de São Pedro. “Eu nasci para isto”, disse o bispo com muita convicção. Ordenou-se padre em 1975 e passou 12 anos na região salineira do Estado. A primeira paróquia em que exerceu a função de padre foi a de Pendências. Foi eleito reitor do Seminário de São Pedro em 1987, onde passou nove anos.  Em 1995, ele foi nomeado bispo de Caicó e em 6 de janeiro de 1996 foi ordenado bispo pelo Papa João Paulo II.

Para Dom Jaime, ter sido ordenado por João Paulo II foi algo muito marcante em sua vida. “Foi uma honra e uma graça muito grande para mim. Rememorar e renovar no coração toda essa experiência é muito bom. Agradeço a Deus por essa dádiva”.

Dom Jaime escolheu como lema de seu episcopado a frase “Scio Cui Crediti” (Sei em quem acreditei), retirada da II Carta de São Paulo a Timóteo, capítulo 1, versículo 12. “Escolhi esse lema porque significa que diante de tudo aquilo que possa ter, diante da nossa condição humana, marcado por incertezas por nossas limitações e por tudo que envolve o nosso ministério, por ser padre e bispo no  mundo atual,  requer uma certeza e uma fé muito grande em Jesus Cristo, aquele que nos diz ‘Não foste vós que me escolheste, mas eu que vos escolhi’. É preciso ter essa certeza e por isso escolhi esse lema”.

Após o período do seminário, Dom Jaime se formou em Ciências Sociais na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), estudou teologia e filosofia na Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, em São Paulo, fez o curso de Realidade Brasileira no Instituto Brasileiro de Desenvolvimento  (Ibrades), no Rio de Janeiro e Atualização para Formadores e para Reitores de Seminários, em Roma.

Em 1998, Dom Jaime foi convidado pelo então governador Garibaldi Alves Filho a presidir o Conselho de Desenvolvimento Sustentável do Seridó, onde ficou até 2000 e desenvolveu o Plano de Desenvolvimento Sustentável para a Região do Seridó. “Isto me proporcionou uma visão muito profunda da realidade brasileira, sobretudo nordestina”, lembra o bispo.

Nesses 18 anos de episcopado, Dom Jaime exerceu seu ministério em três lugares. De 1996 a 2005 esteve na Diocese de Caicó, de 2005 a 2011 na Diocese de Campina Grande (PB) e em 26 de fevereiro de 2012, tomou posse como o sexto arcebispo Metropolitano de Natal, em substituição a Dom Matias Patrício de Macêdo. “Esses 18 anos de episcopado foram muito positivos, não obstante os desafios e as provações, mas tudo isso nada representa em vista da grandeza de tudo aquilo que Deus nos proporciona na vivência desse ministério”, disse Dom Jaime.

Sobre as comemorações da grande data, o bispo falou que será tudo muito simples, mas com grande significado para ele. “Iremos comemorar essa data com a consciência de viver aquele dia revendo e me colocando diante de Deus com toda a humildade e confiança, recomendando-me a sua graça e, assim, culminando com a celebração da missa de encerramento da Festa de Reis”.

Compartilhar:
    Publicidade