Drag queen de barba ganha maior festival de música europeu

De vestido cintilante e barba minuciosamente aparada, uma drag queen venceu o título deste ano do festival Eurovision

Conchita conquistou fãs do continente inteiro; muitos usaram barbas falsas para homenageá-la. Foto: Divulgação
Conchita conquistou fãs do continente inteiro; muitos usaram barbas falsas para homenageá-la. Foto: Divulgação

O austríaco Thomas “Tom” Neuwirth, ou “Conchita Wurst”, derrotou outros 26 finalistas da competição, cuja grande final aconteceu na noite de sábado, em Copenhague, na Dinamarca.

O Eurovision é o principal festival de música da Europa e acontece desde 1956 em diferentes cidades europeias. Todos os anos, cada um dos países participantes lança seu candidato à disputa, que envolve não apenas música, mas também boa dose de patriotismo.

Aos 25 anos e com uma voz potente que vem sendo comparada à da cantora canadense Céline Dion, Conchita conquistou fãs do continente inteiro e aparece como favorita nas bolsas de apostas, ao lado da sueca Sanna Nielsen.

Muitos deles chegaram à sede do festival deste ano, um ex-estaleiro na ilha de Rafshaleoen, em Copenhague, com uma barba postiça, em homenagem à cantora.

Segundo organizadores, cerca de 125 milhões de pessoas assistiram à grande final do Eurovision, cuja transmissão teve início às 21h (16h de Brasília) e terminou por volta de 0h (19h de Brasília).

Fonte: BBC

Compartilhar: