Fifa critica atraso nas obras dos estádios da Copa, entre eles, o Arena das Dunas, em Natal

Dos 12 estádios que serão utilizados na Copa do Mundo-2014, seis ainda não foram inaugurados, entre eles, a Arena das Dunas

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, voltou a criticar o atraso nas obras para a Copa do Mundo-2014. Em entrevista para o jornal suíço “24 Heures”, o dirigente afirmou que o país apresenta as obras mais atrasadas desde que trabalha para a Fifa.

“O Brasil ficou ciente do que é a Copa do Mundo agora. É o país que teve mais tempo para executar as obras. Foram sete anos. É o país mais atrasado desde que estou na Fifa”, disse Blatter, que trabalha para entidade desde 1975, quando exercia a função de Programas de Desenvolvimento Técnico da Fifa. Ele assumiu a presidência em 1998.

Blatter também comentou sobre as manifestações feitas pelo povo brasileiro durante a Copa das Confederações. Ele admite que espera por novos protestos na Copa do Mundo.

“Haverá novas manifestações, protestos. Os mais recentes nasceram das redes sociais. Mas o futebol estará protegido, eu acho que os brasileiros não atacarão diretamente o futebol. No país deles, é uma religião”, completou.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, durante entrevista no Marrocos. Foto: Diculgação
O presidente da Fifa, Joseph Blatter, durante entrevista no Marrocos. Foto: Diculgação

Dos 12 estádios que serão utilizados na Copa do Mundo-2014, seis ainda não foram inaugurados: a Arena Amazônia, em Manaus; a Arena das Dunas, em Natal; a Arena Pantanal, em Cuiabá; o Itaquerão, em São Paulo; a Arena da Baixada, em Curitiba; e o Beira-Rio, em Porto Alegre.

O prazo final exigido pela Fifa foi no último dia 31 de dezembro.

Natal, Manaus e Porto Alegre devem ser entregues este mês, enquanto Arena Pantanal está prevista para fevereiro. A Arena da Baixada deverá ser entregue em março.

 

Fonte: Folha de SP

Compartilhar: