É um luxo só

Leio que os ministérios do turismo e da cultura unirão forças para promover eventos no entorno das doze sedes da…

Mulata_final

Leio que os ministérios do turismo e da cultura unirão forças para promover eventos no entorno das doze sedes da Copa.

O trabalho em parceria com certeza vai potencializar os resultados e otimizar o legado da Copa do Mundo”, falou Gastão Vieira, chefão do turismo, afiado no jargão tecnocrata.

Já Marta Suplicy acha que isso irá fortalecer nossa imagem no mundo.

“[...] ter valido a pena o investimento, ou não, vai depender da nossa capacidade de mostrar um Brasil eficiente e culturalmente diverso”.

Concurso público aberto, chegaram 1805 propostas de grupos e artistas de várias vertentes – música, circo, arquitetura, gastronomia, etc. O investimento é de R$19 bilhões para, no mínimo, 206 aprovados.

As atrações circularão pelas sedes – quem foi selecionado para Natal, por exemplo, pode se apresentar no Recife.

Otimizar legado? Que legado, cara pálida? Sua assessoria não ensaiou direito, pelo visto.

Em nosso caso, o ministro deve falar da meia dúzia de túneis e viadutos novos que estão sendo construídos em Natal, longe dos principais transtornos do trânsito – a subida do DED perde feio para a Hermes da Fonseca e a BR-101, rumo à Nova Parnamirim, no começo da noite.

Na zona Norte, onde mora quase a metade dos 800 mil natalenses, qual será o legado? Calçarão uma mísera rua, pelo menos?

E a elegante Marta não quer saber dos custos.

Basta puxar seu histórico para ver que isso é normal.

Só que alguém precisa dizer para ela que dá para comprar muito vison e brilhantes – em Paris, de preferência.

Gaste o dinheiro direitinho, dona Marta”.

Mais uma peça ficcional petista para engabelar a massa, sempre doida para requebrar até o chão.

Bota o povo pra dançar, pinta cores nas paredes, sobe o som e tapeia o gringo com uma ilha da fantasia tropical, sensual até a medula e torta até a última linha.

Enquanto isso, embaixo do tapete, a bala come solta na testa do pinta-reis e crianças morrem por falta UTI nos hospitais públicos.

Compartilhar: