Economiários pedem apoio de Henrique para reingressar em plano de saúde da CEF

Os economiários estavam acompanhados do deputado estadual Hermano Morais (PMDB-RN)

Os economiários estavam acompanhados do deputado estadual Hermano Morais (PMDB-RN). Foto:Divulgação
Os economiários estavam acompanhados do deputado estadual Hermano Morais (PMDB-RN). Foto:Divulgação

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, recebeu em seu gabinete na tarde desta quarta-feira (19), uma comissão de aposentados e ex-funcionários da Caixa Econômica Federal (CEF). Os economiários estavam acompanhados do deputado estadual Hermano Morais (PMDB-RN). Eles reivindicam o retorno de 4.700 ex-funcionários da CEF, desligados do banco através de programas de demissão voluntária, ao plano de saúde dos economiários ativos e inativos.

Os ex-servidores que perderam o plano de saúde foram desligados do banco no governo Fernando Henrique Cardoso. Outros 13 mil funcionários que se desligaram voluntariamente da instituição no governo Lula mantiveram o benefício. “É uma decisão administrativa. Estamos buscando o apoio político do deputado Henrique Alves para que haja negociação com a diretoria do banco”, explicou Hermano Morais que também é economiário.

De acordo com o ex-superintendente da CEF no Rio Grande do Norte, Roberto Ávila Barbosa, que também saiu do banco através de um PDV, muitos colegas não conseguem arcar com os custos de um plano de saúde privado e estão dependendo do SUS para ter acesso a serviços médicos. Os 4.700 economiários que se encontram nessa situação desejam reingressar no plano de saúde da Caixa pagando mensalidade nas mesmas condições dos aposentados, pensionistas e funcionários do banco.

Também participaram da audiência com o presidente da Câmara dos Deputados, o presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal, Pedro Eugênio Beneduzzi, e o presidente da Federação Nacional dos Aposentados da CEF, Décio de Carvalho.

Compartilhar:
    Publicidade