Elequicina diz ter sido ameaçada; Clodoaldo Trindade não escapou

Se a Semob não evitar a terceirização do transporte, o sistema reagirá

IUL8I554GREUUA secretária municipal de Mobilidade Urbana (Semob), Elequicina dos Santos, apresentou hoje a Polícia um ofício enviado pelo Sindicato dos Permissionários de Transporte Alternativo (Sitoparn), onde diz ter sido ameaçada de morte pelo presidente da entidade, Nivaldo Andrade. No documento, o sindicalista diz que se a Semob não evitar a terceirização do transporte, o sistema reagirá, “nem que para isso tenhamos que colocar a nossa vida e de outros em risco”.

A carta foi enviada ontem a auxiliar do prefeito, mesmo dia que o adjunto da pasta, Clodoaldo Cabral, sofreu um golpe no nariz quando deixava o trabalho, na Ribeira. O secretário, apesar de continuar revoltado e assustado com o acontecido, garantiu que não irá pedir afastamento do cargo.

“Como agentes públicos, nós estamos sujeitos a esse tipo de situação. Somos responsáveis para fazer as coisas da melhor maneira possível para a população. Com isso acabamos tendo que lidar com vários interesses. Mas não irei pedir afastamento, continuarei trabalhando para garantir o melhor serviço para a população”, destacou. A agressão contra Clodoaldo aconteceu por volta das 18h30 dessa quinta (13), quando ele estava no carro logo depois de ter deixado o prédio da Semob.

Secretário Adjunto Clodoaldo Trindade. Foto: Cedida
Secretário Adjunto Clodoaldo Trindade. Foto: Cedida

“Eu só senti uma pancada muito forte. Na hora eu pensei que tinha ficado cego, pois não conseguia enxergar com o olho atingido. Na hora eu gritei muito, para que as pessoas me ajudassem. Ainda liguei o carro para ir atrás da pessoa, mas ela conseguiu fugir do local. Segundo o médico que me atendeu, não foi um soco simples. Ou foi uma pancada com uma soqueira ou então com o cabo de um revólver. Meu nariz quebrou”. O secretário prestou depoimento na delegacia de plantão zona Sul, em Candelária. Segundo informações da polícia, existe a possibilidade de câmeras de segurança da região terem registrado a ação.

GREGERGTERTGE

Mesmo atordoado no momento, Clodoaldo ainda conseguiu visualizar algumas características do suspeito. De acordo com ele, o homem era magro, e tinha por volta de 1,70 metros. O suspeito vestia camisa amarela e fugiu em direção ao bairro das Rocas em um Fiat Uno verde escuro. Apesar de ter visto a pessoa, Trindade não quis fazer nenhum pré-julgamento sobre quem possa ter cometido a agressão. “Quando a pessoa entrou no carro, consegui olhar bem para ela. Mas agora eu deixo isso nas mãos da polícia. Mas a população tem que saber com que tipo de gente estamos conversando”.

Com a posse do novo secretário de segurança do Estado, o General Eliéser Girão Monteiro Filho, que aconteceu no início da tarde desta sexta-feira (14), Clodoaldo espera que a segurança no transporte seja uma das principais preocupações do novo titular da Sesed. “A população já sofreu muito com o transporte. Foram muitos assaltos e a insegurança é muito grande todos os dias. Então já passou da hora de ser fazer uma política pública mais séria para acabar com essa situação”, frisou.

Ônibus queimado nas Rocas

Pouco tempo depois da agressão sofrida por Clodoaldo Trindade, um ônibus da empresa Santa Maria foi incendiado por volta das 20h, na Avenida Duque de Caxias, no bairro das Rocas, zona Leste de Natal, onde o veículo estava estacionado. O Corpo de Bombeiros foi rapidamente acionado, mas o ônibus ficou completamente destruído.

No final da manhã, a Polícia Civil anunciou a apreensão de menor acusado de atear fogo no ônibus. Ele foi encaminhando para a 1ªDP de Natal.

Compartilhar: