Em ano de Copa do Mundo, ex-jogadores de futebol buscam vitória nas urnas

A disputa será mais acirrada em Minas, na carona da boa fase dos campeões brasileiro - Cruzeiro - e da Libertadores - Atlético

No Rio de Janeiro, craques que brilharam em um passado recente e disputaram posições na Seleção também estão escalados para competir por votos: Bebeto, Romário e Edmundo. Foto: Divulgação
No Rio de Janeiro, craques que brilharam em um passado recente e disputaram posições na Seleção também estão escalados para competir por votos: Bebeto, Romário e Edmundo. Foto: Divulgação

Ainda restam algumas dúvidas sobre quem o técnico Luiz Felipe Scolari convocará para defender a Seleção Brasileira na Copa do Mundo no ano que vem. Porém, goleiros, laterais, zagueiros, meias, atacantes e cartolas já estão escalados pelos partidos políticos para disputarem outra competição: as eleições de outubro. Em Minas Gerais, os principais candidatos a integrar a bancada da bola são, justamente, os presidentes dos principais clubes da cidade: Gilvan de Pinho Tavares (PV), do Cruzeiro, e Alexandre Kalil (PSB), do Atlético Mineiro. No Rio de Janeiro, craques que brilharam em um passado recente e disputaram posições na Seleção também estão escalados para competir por votos: Bebeto, Romário e Edmundo. Ou melhor: o atual deputado estadual Bebeto (Solidariedade); o deputado federal e presidente do PSB fluminense, Romário; e Edmundo, recém-filiado ao PDT.

“Eu me realizei como deputado estadual”, garante Marques (PTB), ex-atacante do Atlético, que está no primeiro mandato. Ele espera se manter na cadeira em 2015. Marques tem vários colegas da bancada da bola entre os 77 parlamentares da Assembleia Legislativa de Minas. Um deles é o deputado estadual João Leite (PSDB). No quinto mandato seguido, o ex-goleiro do Galo já foi vereador e secretário de esportes de Belo Horizonte. Conseguiu com o tempo se desvincular do eleitorado da torcida e desbravar novas áreas, como a dos evangélicos.

A meta de Marques também é ampliar o espectro de votos. “Eu acho que abandonar os torcedores é impossível. Eles me acompanharam a vida inteira e vão continuar acompanhando. Mas eu quero conquistar votos com o meu trabalho”, diz Marques, que destaca entre seus feitos ter viabilizado a construção de 130 academias em praças, parques e pistas de caminhada.

Compartilhar: