Em coma há dois meses, Schumacher já emagreceu 20 quilos

Isto, porém, não agrava o quadro clínico do ex-piloto alemão. A perda de peso, embora neste caso considerável, é natural em pacientes que se encontram em estado de coma

O esportista apresentou sinais de melhora pequenos, mas encorajadores. Foto:Divulgação
O esportista apresentou sinais de melhora pequenos, mas encorajadores. Foto:Divulgação

Michael Schumacher está internado desde o dia 29 de dezembro do ano passado, quando sofreu um grave acidente de esqui na estação de Méribel, no sudeste da França. De lá para cá, de acordo com informações divulgadas pelo jornal italiano Gazzetta dello Sport, o ex-piloto alemão já teria emagrecido 20 quilos.

Heptacampeão mundial de Formula 1, Schumacher mede 1,74 m e, antes do acidente, pesava 75 kg – o que significava um IMC (índice de massa corporal) de 24,8, considerado dentro do ideal. Neste momento, caso esteja mesmo com 55 kg, o IMC do esportista é de 18,2, abaixo do ideal.

Isto, porém, não agrava o quadro clínico do alemão. A perda de peso, embora neste caso considerável, é natural em pacientes que se encontram em estado de coma. Ele induz ao catabolismo – assimilação de matéria orgânica para fins de obtenção de energia – e provoca a perda de massa muscular. Além disto, por ter sido um esportista dedicado, Schumi possuía condição muscular capaz de resistir a tais perdas.

Michael Schumacher sofreu um grave acidente no dia 29 de dezembro do ano passado, quando foi esquiar com o filho, Mick, e um grupo de amigos na estação de Méribel, em Saboia, no sudeste da França. O ex-piloto escorregou após passar por uma pedra escondida sob a neve e caiu, batendo a cabeça em uma outra rocha. Michael estava rodando fora de pista no momento do acidente, segundo apontaram as investigações da polícia de Albertville.

O alemão foi levado foi levado ao hospital de helicóptero, e a suspeita inicial era de que a pancada havia sido leve. Porém, horas mais tarde, o traumatismo craniano sério e o coma foram confirmados. Desde então, ele já passou por duas cirurgias para reduzir a pressão intracraniana e para a remoção de coágulos. Nesta quarta-feira, a assessora de Schumi, Sabine Kehm, divulgou um comunicado no qual revela que o esportista apresentou “sinais de melhora pequenos, mas encorajadores”.

Fonte:IG

Compartilhar: