Em jogo espetacular, Bélgica vence os EUA e pega a Argentina nas quartas

Equipes empatam em 0 a 0 no tempo normal e travam duelo emocionante na prorrogação. Belgas, melhor na partida, encaram a Argentina no sábado

Bélgica está nas quartas. Foto: Divulgação
Bélgica está nas quartas. Foto: Divulgação

Foram necessárias 38 finalizações para a Bélgica conseguir marcar dois gols e chegar às quartas de final da Copa do Mundo pela segunda vez na sua história. Como em todos os outros confrontos das oitavas de final, a classificação não veio fácil. Mas, no fim, a justiça se fez valer e os belgas, melhores e em quase toda a partida, venceram por 2 a 1, nesta terça-feira, na Fonte Nova, em Salvador, e garantiram a vaga na próxima fase de um Mundial que se supera a cada jogo emocionante.

De Bruyne e Lukaku fizeram os gols da Bélgica. Green descontou. Tudo na prorrogação. Agora, passada a comemoração, os belgas terão uma parada dura pela frente: a bicampeã mundial Argentina, neste sábado, às 13h, no Mané Garrincha, em Brasília. O vencedor encara Holanda ou Costa Rica na semifinal, marcada para quarta-feira que vem, na Arena Corinthians.

O jogo

Ao contrário de alguns jogos desta fase de oitavas de final, quando as duas equipes se estudaram bastante nos primeiros minutos, Bélgica e Estados Unidos fizeram o oposto. Com jogadores velozes, mostraram, desde o início, que seria um confronto bem disputado.

As duas seleções, também fizeram jus ao fato de ter se chegado até aqui. Apresentaram um bom futebol, com toque de bola eficiente e muita ofensividade. E, apesar do primeiro tempo sem gols, foi a Bélgica que esteve mais perto de marcar. Mas perdeu boas chances.

Para quem achava que o primeiro tempo tinha sido bom, na etapa final ficou ainda melhor. Principalmente para os belgas, que começaram no ataque e, só não abriram o placar no início porque o goleiro Howard estava em um ótimo dia. E os atacantes com a pontaria ruim.

Howard, aliás, foi o nome do jogo no segundo tempo. Pegou até pensamento. Seja de Origi, Mirallas ou Hazard, o craque da Bélgica. Nenhum deles, porém, conseguia passar pelo paredão norte-americano. Assim, pela quinta vez nestas oitavas, o jogo foi para prorrogação.

Os gols que faltaram no tempo normal vieram na prorrogação. Logo aos dois minutos, De Bruyne abriu o placar par a Bélgica. Aos 14, Lukaku fez o segundo e pareceu liquidar. a vaga. No primeiro minuto do segundo tempo, porém, Green diminuiu e deu emoção nos últimos minutos do jogo. No fim, porém, final feliz para a Bélgica. E, no fundo, foi merecido.

FICHA TÉCNICA

BÉLGICA 2X1 ESTADOS UNIDOS

Local: Arena Fonte Nova, Salvador (BA)
Data-Hora: 1/7/2014 – 17h
Árbitro: Djamel Haimoudi (ALG)
Auxiliares: Redouane Achik (ALG) e Abdelhak Etchiali (ALG)
Público: 51.227 presentes
Cartões amarelos: Kompany (BEL) e Cameron (EUA)
Cartões vermelhos: Não houve
Gols: De Bruyne, 2’/1ºT prorrogação (1-0); Lukaku, 14’/1ºT prorrogação (2-0); Green, 1’/2ºT prorrogação (2-1)

BÉLGICA: Courtois, Alderweireld, Van Buyten, Kompany e Vertonghen; Witsel e De Bruyne; Mertens (Mirallas, 25’/2ºT), Fellaini e Hazard (Chadli, 6’/2ºT prorrogação); Origi (Lukaku, 0’/1ºT prorrogação) – Técnico: Marc Wilmots.

ESTADOS UNIDOS: Howard, Johnson (Yedlin, 32’/1ºT), González, Besler e Beasley; Cameron e Bradley; Jones, Zusi (Wondolowski, 27’/2ºT) e Bedoya (Green, 16’/1ºT prorrogação); Dempsey – Técnico: Jürgen Klinsmann.
Fonte: Lancenet

Compartilhar:
    Publicidade