Em Natal, PF apreende cartões de crédito com suspeito de fraudar a CEF

O suspeito, indiciado nos crimes de estelionato, falsidade documental e falsificação de documento público, vai responder ao processo em liberdade

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Polícia Federal apreendeu na manhã desta sexta-feira, 04 de abril, no bairro de Capim Macio, Zona Sul da capital potiguar, vários documentos, cartões de crédito e blocos de atestado médico, os quais foram encontrados na residência de um corretor de imóveis, 47 anos que vinha sendo investigado por possível envolvimento em fraudes praticadas contra a Caixa Econômica Federal em Natal.

A ação foi resultante do cumprimento de mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça Federal, solicitado pela PF, em prosseguimento às investigações que visavam apurar diversos golpes praticados nos últimos meses contra a CEF no RN e, dentre eles, o que culminou na prisão em flagrante, no dia 16 de janeiro deste ano, no interior de uma agência instalada em um shopping desta capital, quando um comerciante pernambucano, residente em Parnamirim/RN, foi pego no momento em que abria uma conta corrente utilizando-se de documentos falsos.

Já no dia de hoje, após intimado, o corretor de imóveis, se apresentou acompanhado de advogado na sede da PF em Lagoa Nova e, ao ser interrogado, declarou que em relação ao pernambucano preso em janeiro, o conhecia há anos, tendo recentemente, inclusive, intermediado uma transação comercial de um imóvel de sua propriedade, mas negou que tivesse repassado qualquer documentação falsa para que ele abrisse uma conta na Caixa Econômica Federal.

Já em relação aos vários documentos, cartões de crédito, fotografias 3×4 de terceiros e blocos de atestados médicos em branco de dois hospitais de Natal que foram encontrados durante a busca desta sexta-feira na sua residência, negou-se a responder, afirmando apenas que “só falaria em juízo”.

O suspeito, indiciado nos crimes de estelionato, falsidade documental e falsificação de documento público, vai responder ao processo em liberdade.

 

Compartilhar: