Em novo protesto, MST fecha rodovia federal em Ceará-Mirim

Integrantes do Movimento Sem-Terra estariam cobrando por mais segurança e interditaram fluxo de veículos na BR

10Parn

Os motoristas que têm o costume de trafegar pela BR-406 na altura do quilômetro 163, perto da comunidade de Massaramduba, que fica próxima ao município de Ceará-Mirim, na Grande Natal, tiveram uma surpresa nada agradável nesta segunda-feira (26).

Aproximadamente 300 manifestantes do Movimento dos Sem Terra (MST), bloquearam a pista e não permitiram a passagem de nenhum veículo desde o início da manhã. A mobilização começou por volta das 6h e até o fechamento desta edição ainda estava acontecendo. “Segundo as informações que nos foi passada pelo pessoal que está lá, os manifestantes estão cobrando mais segurança em um assentamento deles que fica localizado no município de São Gonçalo do Amarante”, afirmou o inspetor Roberto Cabral, da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Segundo Cabral, os representantes dos manifestantes afirmaram que eles querem a presença do Secretário de Segurança, Eliéser Girão, do delegado geral da Polícia Civil, Ricardo Sérgio, do superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), além de representantes da OAB e dos Direitos Humanos. Só depois da chegada dessas pessoas é que a via será liberada. “Nós tentamos negociar com eles, para que eles liberassem pelo menos uma das faixas da via, mas eles não quiseram acordo. Vamos esperar esse pessoal chegar para tentar negociar. Mas não temos previsão para liberar as vias”, explicou.

Ainda de acordo com Roberto Cabral, a orientação para os motoristas que precisam trafegar por aquela região é ir por algumas vias alternativas. Ele sugeriu que o motorista poderá pegar um desvio pela estrada de Estivas, em Ceará-Mirim até chegar a BR-101 Norte, de onde poderá seguir viagem.

Compartilhar:
    Publicidade