Emoção e dor no velório de pai e filha

O velório e sepultamento do jornalista Aguimarinho Sena de Sousa Pessoa de Carvalho e de sua filha Victória Marinho Pessoa,…

Corpos de Aguimarinho e Victória foram velados até a manhã de hoje, quando foram sepultados no Morada da Paz. Foto: José Aldenir

O velório e sepultamento do jornalista Aguimarinho Sena de Sousa Pessoa de Carvalho e de sua filha Victória Marinho Pessoa, hoje pela manhã em Natal, foram marcados por emoção, tristeza e saudades. Familiares, amigos e colegas de trabalho de Aguimarinho acompanharam o cortejo e falaram sobre o relacionamento com ele, que morreu após acidente envolvendo seu veículo e dois caminhões na BR-304, ontem.

Segundo o irmão de Aguimarinho, Luciano Antônio da Silva, toda a família se encontra em estado de choque com a morte do jornalista e de sua filha, de apenas cinco anos de idade. Bastante abalado, ele lembrou que seu irmão era uma pessoa alegre e de bem com a vida e que a família agora concentra forças para cuidar de José Maria Carvalho, o filho de sete anos do jornalista, que sobreviveu ao acidente.
“Nossa família está toda abalada com o ocorrido. Ainda não acreditamos que uma coisa tão triste como essa tenha acontecido. Meu irmão era uma pessoa muito alegre, sorridente, minha sobrinha era apenas uma criança. São duas perdas muito precoces e inesperadas. Ainda não acredito que isso esteja acontecendo”, falou.

Centenas de pessoas compareceram ontem ao Centro de Velório São José, em Lagoa Seca, onde os corpos de Aguimarinho e de Victória foram velados. Muitos relembravam com saudades os bons momentos que passaram com as vítimas, como Ivo Medeiros, parente do jornalista. Ele, assim como os demais, ainda custava a acreditar no ocorrido.

“É uma perda muito significante, não apenas de um familiar, mas de um amigo, companheiro, uma pessoa sempre de bem com a vida, extrovertido, brincalhão, que é muito querido por todas as pessoas que tiveram a chance de conhecê-lo e conviver com ele. Foi um choque muito grande, porque ele vinha de um final de semana feliz com os filhos e, de repente, um acidente desta proporção”, lamentou.

O clima também era de comoção entre as pessoas que trabalharam com Aguimarinho, como Magali Rego, que foi colega do jornalista por dez anos, quando ambos trabalharam na TV Cabugi. “Ele era um profissional muito dedicado, sempre atento e companheiro dos colegas. Uma pessoa muito dinâmica, que tive a honra de trabalhar por tantos anos”, falou.

Eduardo Alexandre, que trabalhou por mais de seis anos com Aguimarinho na mesma emissora, relembrou  o choque que sentiu ao receber a notícia da morte do jornalista, no início da tarde de ontem. “Recebi a informação por um colega de trabalho e custei a acreditar no que estava ouvindo. Perder uma pessoa tão querida, da forma que aconteceu, sempre é um choque muito grande para todos”, disse.

O corpo de Aguimarinho e de Victória foram sepultados no final da manhã, no Cemitério Morada da Paz, no bairro de Emaús, em Parnamirim. Muitos amigos e colegas de trabalho foram diretamente para o local, prestar as últimas homenagens ao jornalista, que tinha 43 anos de idade, e à pequena Victória. O filho de Aguimarinho, que sobreviveu ao acidente, continua internado em um hospital de Natal.

NA ESTRADA
O acidente que vitimou Aguimarinho e seus dois filhos aconteceu na BR-304, próximo a Lajes, por volta das 9 horas de ontem. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Aguimarinho retornava de Fortaleza, onde havia passado o final de semana com os filhos, quando colidiu o veículo que dirigia, o Fiat Idea de placas GWH-3907, frontalmente com um caminhão-baú carregado de alimentos.

Um segundo caminhão que passava pelo local não conseguiu frear a tempo e colidiu com o baú. Os dois motoristas tiveram ferimentos leves e foram atendidos no hospital de Lajes. Já o veículo em que as vítimas estavam ficou completamente destruído. Apenas a criança de sete anos sobreviveu. Ele foi levado para o Hospital Clóvis Sarinho, em Natal, onde passou por procedimento cirúrgico e se recupera.

Compartilhar:
    Publicidade