Empresário de Sheik avisa: ‘Se quiserem o Emerson fora do Corinthians, me liguem’

Irritado com as especulações sobre o atacante, Reinaldo Pitta garante que há vários clubes interessados no jogador

O nome de Sheik vem sendo cogitado para deixar o Timão. Foto:Divulgação
O nome de Sheik vem sendo cogitado para deixar o Timão. Foto:Divulgação

Em meio ao momento turbulento que vive o Corinthians com a eliminação no Campeonato Paulista, o empresário do atacante Emerson, Reinaldo Pitta, está irritado com as inúmeras especulações que envolvem o nome de seu jogador mas não vê problema numa possível troca de clube. Segundo ele, se a diretoria quer se desfazer do jogador é preciso ser transparente e marcar uma reunião para tratar do assunto.

“Se quiserem que o Emerson saia, podem falar comigo”, disse Pitta à reportagem. “Podem me ligar que eu tenho seis, sete, oito clubes interessados no Emerson. Não fui procurado por ninguém, do Corinthians, eu praticamente nem conheço esse novo diretor de futebol (Ronaldo Ximenes), só conheço o Gobbi (presidente).”

Nesta segunda-feira, o nome de Emerson foi cotado no Atlético Mineiro, numa troca que envolveria o atacante André. Em entrevista coletiva em Belo Horizonte, o presidente do Galo, Alexandre Kalil, negou, embora disse que gosta do jogador do Corinthians.

Reinaldo Pitta também negou que exista uma negociação com o Atlético Mineiro ou com qualquer outro clube. “Agora é o Atlético, falaram do Grêmio, do Santos. Só que ele tem contrato até metade de 2015, ele até acabou de renovar o contrato (de aluguel) da casa dele. Mas se querem que ele saia, eu arrumo a solução.”

O Corinthians está oferecendo o atacante para diversos clubes numa tentativa de diminuir a folha salarial. Emerson é um dos jogadores de maior salário do elenco, na casa dos R$ 500 mil. Pitta disse que isto não é empecilho para Emerson trocar de clube.

“Ele ganha muito porque também ganhou muito pelo Corinthians”, diz Pitta. “Agora se ele não joga, se o Mano não escala, não é problema nosso. E ele também não pode resolver nada jogando 15, 20 minutos.”

Emerson não esteve em campo no empate por 0 a 0 contra o Penapolense porque estava contundido (lesão na coxa). Nesta segunda-feira, ele fez tratamento e não foi a campo, o que praticamente elimina as chances de ele jogar a estreia da Copa do Brasil, quarta-feira, contra o Bahia de Feira de Santana.

Fonte:R7

Compartilhar:
    Publicidade