Empresário diz que Henrique Alves será covarde se não for candidato

Cid Montenegro, filiado ao PMDB aponta que esse é o melhor momento da vida pública do presidente da Câmara dos Deputados

rthrhrh

Cid espera que Henrique aceite ser o candidato do PMDB ao Governo na eleição de outubro. O empresário faz um apelo para que Henrique aceite e assuma a condição de candidato a governador, sob pena de entrar para história como um político covarde: “Ali vai o maior covarde político da história do PMDB do Rio Grande do Norte”, diz Montenegro, para o caso de haver negativa por parte do deputado Henrique Alves.

 

CARTA ABERTA AO AMIGO HENRIQUE ALVES

 

CID MONTENEGRO (flabcid@uol.com.br)

 

Caro amigo Henrique Alves:

Eu só tenho o meu voto, a militância, mas como filiado posso falar. A imprensa está certa quando todos os dias publica declarações e especulações, é o digno e necessário papel dela. Prima facie peço licença às autoridades citadas (inclusive o ilustre sr presidente da Câmara dos Deputados) por chamá lo apenas pelo nome, questão de espaço. No RN, nesse momento está todo mundo conversando entre si.

O craque Adílio disse: “Fui um jogador de um time só: o Flamengo” Eu digo: “Sou um eleitor de um deputado federal só: 1511.” Quando ele perdeu para prefeito em 1988 eu fui com Clóvis Varela a seu apartamento no ed. Plaza Atlântico ficar solidário e no elevador encontrei o saudoso amigo do meu pai, o dr. Leônidas Ferreira adversário a quem dei os parabéns. O líder é aquele que orienta, todavia acima de tudo é aquele que interpreta a vontade dos seus liderados.

Vamos lá direto ao assunto. O PMDB quer Vilma e Vilma quer o PMDB. A cada entrevista um quer se valorizar e isso é normal. Hipoteticamente falando uma historinha. João ama Maria que também ama João. Aí João liga e dá fora da área e diz: “Ela vai ver que eu liguei, então ela que retorne” … Maria diz: “Ele que ligou, então ele que ligue de novo”. (risos). Até um cão Yorkshire sabe que a sra Vilma de Faria candidata a senadora com Henrique ao governo ela é super favorita e ele também. E sabe que ela candidata ao lado do ex-senador Fernando Bezerra, Vilma disputa voto a voto a senatória com Fátima Bezerra e Robson Faria é o favorito para ser governador. Aliás, se faça justiça, Robson é um político determinado e de fibra.

O mesmo Yorkshire ainda no pet shop sabe que: Já que Garibaldi já cumpriu sua missão no executivo estadual e não vai de jeito nenhum, se Henrique insistir com Fernando Bezerra, Vilma é candidata a governadora e ganha eleição. E … se tiver Fátima ao seu lado é primeiro turno. Querido Henrique, elas vão passar por cima da gente igual a um trator de esteira que nem pneu de borracha tem, é só ferro.

Amigo Henrique, quando um médico receita uma aplicação de Benzetacil ele não está com raiva do paciente e sim quer curá-lo da mazela. Se você lançar Fernando Bezerra será o grande e único culpado por nossa derrota e vai ter que pagar a fatura política. O próprio PMDB nacional vai lhe cobrar o partido deixar de ter um governador a mais. O Dr. Fernando Bezerra é um dos potiguares mais preparados para ser governador, foi um bom senador, eficiente. Só que ele não é político e sim empresário e de sucesso, haja vista que presidiu a poderosa CNI sendo de um estado pequeno. A eleição não é mais no Colégio Eleitoral como na Revolução. Se a eleição tivesse sido direta o general João Figueiredo só teria obtido os votos da família e o meu. Ele não era político e sim um general e olhe que eu sou amigo e padrinho de casamento do meu querido Paulo Renato de Oliveira Figueiredo. Mas … do segundo casamento, pois o primeiro eu era menino, Paulinho tem a sua idade Henrique, eu sou mais novo. (risos).

Caro vascaíno Henrique, a bola entrou, mas o que vale é a súmula. (risos), vamos perdoar o árbitro, ele é humano.

Escute só. Em sua casa na Barra o mestre Zagalo me disse que na Copa de 1994 nos EUA, Romário não estava escalado para bater pênalti. Ele levantou o dedo e disse: “Professor Parreira, eu tenho que bater, eu sou o maior ídolo, tenho que da confiança ao elenco, eu sou o “Cara”, confie em mim.” Depois na casa de Rogerão em Angra, Romário me disse: “Se eu perdesse o pênalti ia ser vilão. Mas ninguém iria apontar para mim e falar: “Ali vai o maior covarde da história da seleção que sendo o ídolo, o matador de gols teve medo de bater o pênalti.” (E a bola ainda tocou na trave de Palhuca). Então Henrique assim como Romário você que é filho do “Cara” tem que bater esse pênalti. Politicamente falando, repito politicamente se você não for candidato a governador quando você passar todos irão dizer: “Ali vai o maior covarde político da história do PMDB do Rio Grande do Norte.” Quem lhe fala é quem lhe quer bem.

Presidente se você não tivesse chances tudo bem. Mas você tem todas. Se tivesse um outro nome na boca do povo, tudo bem. Mas que nome é esse? Eu sou um simples filiado e não aguento mais onde chego peemedebistas perguntando como aconteceu em Caicó encontro com Zeca Pantaleão e outros prefeitos e ex prefeitos e a pergunta é uma só: “Cid, quem vai ser nosso candidato? O povo no meu município quer saber”.

Por isso Henrique, acabe com esse factóide político que tanto atormenta os seus correligionários. O que o peemedebistas do interior vai falar: “Se meu partido tem o candidato mais forte e ele não tem coragem, então eu vou sair desse partido que não tem futuro”. Ainda vai expressar em linguajar popular do semiárido nordestino: “Votz”, o “Djabo é quem fica nele!”

Henrique. Eu duvide-ó-dó se o ministro Aluízio Alves fosse vivo … se ele não estava em todos os 167 municípios dizendo: “Convoco o meu povo para a maior luta da minha vida. Essa vitória para mim será mais importante do que a de 1960, vamos às ruas. Ele quer, ele merece, ele tem todas a condições de bem governar e depois das urnas abertas eu irei realizar meu grande sonho que é chamar meu filho de governador do Rio Grande do Norte.”

E tem mais Henrique … Se perder? Qual é o problema? Vamos para oposição. Passar 4 anos sem mandato não mata ninguém, veja exemplo da sra Vilma! Pior que o dissabor da derrota, é fugir. Muito pior é na guerra que o soldado vai sabendo que não volta e se voltar … vira um neurótico de guerra. Qual o político do RN que tem mais condições que você Henrique? Em estado pequeno se sobrevive de contrapartida de verbas da União. Seu prestígio para conseguir recursos federais não é só no governo Dilma e seu amigo/irmão Michel Temer. É também no PSDB. Aécio Neves me disse em Angra que é grato a você porque você foi o maior articulador da campanha dele para presidente da Câmara na época. Além de que nesse caso seria um filho de Aluizio Alves governador e um neto de Tancredo Neves presidente e lá do céu Tancredo e seu dileto amigo Aluizio estariam abençoando e torcendo pelo sucesso do Brasil e do Rio grande do Norte. E se ganhar Eduardo Campos? Você terá a senadora Vilma que é a rainha do PSB no Nordeste. O meu saudoso tio Ovídio Montenegro assuense que sempre morou em Recife era o médico particular do ex-governador Miguel Arraes. Serginho meu primo legítimo é grande amigo de Eduardo Campos, estudaram juntos e eu ouvi na casa dele o governador de PE falar com todo carinho sobre você e Garibaldi. Da amizade do avô dele dr. Arraes com dr. Aluizio. Históricos peemedebistas.

Henrique, em 1990 eu estava no alpendre de Zé Dias/D. Lurdinha no Varandas do Atlântico com seu filho Marcelo e amigos quando chega seu pai. Eu disse: “Dr. Aluízio, vou votar no senhor para deputado federal.” E ele de pronto: “Obrigado, mas quero lhe lhe fazer um pedido. Eu: Qual? Ele: “Faça como eu vote em Henrique. E assim eu fiz. Henrique, você já fez tanto por tantos. Já ajudou a muitos. Quem inaugura obras é presidente, governador e prefeito, mas todos são sabedores de quantas obras inauguradas foram possíveis por sua intervenção. Seu gabinete é aberto para quem chega. Você já abdicou. Sempre cumpriu com seus compromissos políticos. Agora chegou a sua vez, é agora ou nunca. De punho cerrado siga em frente, sua campanha será inesquecível, memorável. Seu time é forte, seus aliados estão prontos, seus correligionários ansiosos. Consulte sua família, seus amigos e seu partido. Tudo isso eu disse pessoalmente ao ministro Garibaldi e a seu tio Agnelo quando fui visitar D. Celina.

Se você gostar dessa carta ótimo. Se não gostar é um direito que lhe assiste, mas de consciência tranquila durmo eu porque a minha intenção é a melhor possível.

Boa tarde e fiquem com Deus.

Compartilhar: