Empresário é suspeito de matar namorada que descobriu que ele é casado

Ele tem outra família no Mato Grosso e contratou terceiro para fingir assalto

O empresário Carlos Barbosa Gusmão, de 29 anos, é suspeito de ter forjado um assalto para matar a namorada Luana Alves de Oliveira, de 19 anos, em Iporá, cidade a 220 km de Goiânia (GO). Segundo o delegado Victor Pereira Avelino, ele teria decidido cometer o crime porque a vítima descobriu que ele é casado e tem outra família no Mato Grosso.

Imagens de circuito interno mostram Gusmão com cordas nos pés e nas mãos pedindo ajuda para a polícia. No entanto, os militares que atenderam à ocorrência informaram que a corda estava frouxa e que ele conseguiria se soltar, o que levantou suspeitas.

Casa aonde aconteceu o crime. Foto: Divulgação
Casa aonde aconteceu o crime. Foto: Divulgação

Além da forma que as cordas estavam, a polícia suspeitou da versão contada pelo empresário porque a casa não tinha nenhum sinal de arrombamento. Após investigações, a polícia o apontou como suspeito e descobriu que ele pagou um funcionário para forjar o assalto.

Nailton Santos confessou que recebeu para participar do crime, mas disse que não sabia que a jovem estava morta dentro da casa. Ele foi preso.

Quando chegaram na residência, Luana foi encontrada morta por estrangulamento. Gusmão afirmou que o ladrão teria cometido o crime, assaltado a casa e fugido. Como ainda não era considerado suspeito, ele foi liberado, mas está foragido atualmente .

Uma caminhonete da casa foi roubada e alguns eletrônicos. Santos afirmou que fugiu com o carro como parte do acordo.

Fonte:R7

Compartilhar:
    Publicidade