Empresário procurado por fraudes é preso ao tentar embarcar aos EUA

Pascoal Grassioto, 62 anos, ex-dono da empresa Lousano Indústria de Condutores Elétricos Ltda

O empresário foi condenado por sonegação fiscal, formação de quadrilha e obtenção mediante fraude de financiamento em instituição financeira. Foto:Divulgação
O empresário foi condenado por sonegação fiscal, formação de quadrilha e obtenção mediante fraude de financiamento em instituição financeira. Foto:Divulgação

Um empresário que era procurado pela Polícia Federal foi preso no domingo tentando embarcar do Recife para os Estados Unidos. Pascoal Grassioto, 62 anos, ex-dono da empresa Lousano Indústria de Condutores Elétricos Ltda., era alvo de um mandado de prisão preventiva. Grassioto já havia sido preso há 10 anos, depois que a Polícia Civil de São Paulo descobriu um esquema de fraudes e sonegação fiscal na companhia.

A Polícia Federal deteve o empresário no Aeroporto Internacional dos Guararapes, na capital pernambucana. Ele viajaria aos EUA para assistir ao casamento do filho. Grassioto passou por exame de corpo de delito e foi levado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), onde ficou preso.

O empresário, que é natural de Jandaia do Sul (PR), mora no Recife há cerca de três anos. O mandado de prisão foi emitido depois que oficiais de Justiça não conseguiram localizar Grassioto em nenhum dos sete endereços que ele havia fornecido à Justiça Federal.

Ele deve cumprir pena de três anos e quatro meses de prisão. O empresário foi condenado por sonegação fiscal, formação de quadrilha e obtenção mediante fraude de financiamento em instituição financeira.

Fonte:Terra

 

Compartilhar: