Empresas vendem fórmulas milagrosas para ganhar a Mega-Sena

Manuais e programas online que prometem revelar "os segredos das loterias" custam entre R$ 19,90 e R$ 99

Propaganda garante que aumenta em mais de 80% as chances de ganhar. Foto:Divulgação
Propaganda garante que aumenta em mais de 80% as chances de ganhar. Foto:Divulgação

Com a proximidade do fim do ano e do milionário prêmio da Mega da Virada, que pode pagar mais de R$ 200 milhões, sites oferecem espécie de “mapa do tesouro” a preços diversos na internet. Nos anúncios, entre publicidade e testemunhos de beneficiados por um esquema milagroso, empresas afirmam ter desvendado o segredo das loterias. A proposta pode ser tentadora, mas dá para confiar?

Uma das empresas, chamada Esquema Ouro, chama para si o lucro da Mega da Virada de 2012. Segundo o portal, que promete aumentar em mais de 80% as chances dos seus apostadores, um dos seus clientes foi contemplado no ano passado após comprar o manual e teria faturado um terço dos 240 milhões sorteados. Com o discurso “sinta-se digno de ter o melhor desta Terra”, o livro e o CD revelariam que a sorte pode ser ajudada. A fórmula secreta com a automática eliminação de dezenas fracas e revelação de números mágicos custa R$ 19,90.

É comum encontrar na web inúmeros grupos e fóruns com promessas de uma vida milionária após pouco mais de uma hora em frente à TV. Citando métricas e cálculos matemáticos, os programas atraem pessoas humildes e endividadas, como o aposentado Antônio, de 63 anos, de Vitorino Freire (MA), que investiu aproximadamente R$ 100 para mudar de vida. “Preciso pagar umas dívidas que acumularam e tentei o ‘Mega-Sena 3.0’. Paguei pelo produto em junho, mas nunca recebi”, conta.

Ao lado da oferta do tal programa, que promete gerar as dezenas mais prováveis de sorteio para todas as loterias, acumulam-se inúmeras reclamações dos clientes. Procurado, o dono do manual não quis comentar o assunto. Já o aposentado comprou outra oferta, por R$ 49,90, e tem apostado na Quina e Dupla Sena, mas sem sucesso. “Até agora não ganhei nada, mas devo não ter entendido como funciona”, explica.

Dicas ao consumidor

Para realizar compras na internet, a Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) orienta o consumidor a “investigar” o site que está oferecendo o serviço online. Razão social, CNPJ ou CPF, endereço físico e eletrônico, e outras formas de contato também são importantes.

Outra dica importante é buscar referências sobre o vendedo. A consulta no cadastro de reclamações do Procon pode evitar algumas dores de cabeça. Vale ficar atento também às formas de pagamento. O órgão cita que o cuidado precisa ser redobrado quando a única forma de pagamento é depósito em conta corrente ou poupança para pessoas físicas.

Fonte:IG

Compartilhar: