Encostado, Bernardo fica próximo de assinar com clube do nordeste

Jogador nem foi ao treino desta segunda-feira na Academia de Futebol, mas segundo o Palmeiras para resolver problemas particulares. Lei pode atrapalhar ainda o acordo

Bernardo, apresentado em maio: dois meses depois, deve sair. Foto: Divulgação
Bernardo, apresentado em maio: dois meses depois, deve sair. Foto: Divulgação

Assim como Valdivia, que tem negociação encaminhada com os Emirados Árabes, o Palmeiras está perto de perder outro meia: Bernardo. Encostado com Ricardo Gareca, o meia nem foi treinar nesta segunda-feira na Academia de Futebol e está próximo do Vitória. O clube baiano, acertado com o Vasco, detentor dos direitos do armador, dá o negócio como bem próximo de ser concretizado.

“Estamos bem adiantados nas conversas, está tudo acordo com o Vasco, agora falta chegar o documento de liberação do Palmeiras. Mas a gente só gosta de confirmar quando assinar o contrato. Está tudo acertado com o procurador do jogador, o Rodrigo Caetano (dirigente vascaíno), ele tem interesse de jogar aqui. Falta chegar, fazer exames e assinar”, falou Epifânio Carneiro, vice-presidente de futebol do Vitória.

O jogador foi emprestado ao Verdão em maio (até dezembro), e o clube tinha preferência para comprar Bernardo, mas o jogador realizou apenas três jogos, todos com o interino Alberto Valentim. Sob o comando do argentino, chegou a ser reserva em jogos-treino, mas perdeu espaço, e não vinha participando nem de coletivos.

A regra de transferências da Fifa alega que um jogador pode ser registrado em três clubes por temporada, mas atuar em apenas dois – o Rubro-Negro baiano, caso concretize o acordo, será o terceiro clube de Bernardo, que é vinculado até o fim de 2015 ao Vasco. A justificativa do Vitória é de que o jogador será devolvido ao clube carioca, e novamente emprestado.

Aos 24 anos, o camisa 31 chegou animado ao Palmeiras, por ter sido o clube que seu pai, Hélio, jogou nos anos 80. Ricardo Gareca, embora não saiba sobre o futuro do armador, mostrou não se incomodar com a possível saída:

“Não sei qual a situação dele, mas se tem alguma proposta, não tem problema. Qualquer jogador que não quer ficar, não há problema em sair. O jogador que for, tem que estar contente por estar no Palmeiras. Falei com o Bernardo na pré-temporada e ele me disse que queria ficar”, avisou.

Fonte: Lancenet

Compartilhar: