Era tudo uma farsa?

No final das contas, parece mesmo que José Dirceu estava certo. O Supremo Tribunal Federal decidiu ontem mudar o que…

No final das contas, parece mesmo que José Dirceu estava certo. O Supremo Tribunal Federal decidiu ontem mudar o que já havia definido no passado. E, agora, o mensalão não é mais o mesmo crime que escandalizou o país no início dos anos 2000 e levou até mesmo o poderoso ex-presidente Lula da Silva a pedir desculpas em rede nacional, por não saber de nada que acontecia nos bastidores do seu próprio governo.

O delator mais famoso do Brasil, Roberto Jefferson, pelo visto, só mentiu. E, com ele, enganou toda a imprensa e todas as pessoas que resolveram discordar dos argumentos de defesa dos petistas e acreditar nas denúncias escabrosas da existência de uma grande quadrilha no seio do poder no Planalto. Não houve nada disso, conforme a nova formação do STF. Era tudo mesmo uma farsa. Será?

Como o esperado, o novo ministro do Supremo, Luís Roberto Barroso, cumpriu seu dever. Indicado recentemente pela presidente Dilma Rousseff, foi decisivo para desequilibrar, a favor dos mensaleiros, o julgamento do maior crime de corrupção já conhecido no país. Dessa vez, se antes tudo não passou de politicagem, agora a decisão foi justa, correta, democrática. Curioso não?

Já imagino o ex-chefe da quadrilha saindo da cadeia, com o braço erguido da mesma forma como entrou, sendo idolatrado pela meia dúzia de correligionários que foram até a sede da Polícia Federal lhe prestar homenagens antes de conhecer sua cela. Faixas decretarão o fim da injustiça, o hino nacional será entoado aos gritos e Zé Dirceu, o santo, acabará retornando a política, sendo eleito de forma expressiva. Duvida?

Com a aposentadoria batendo a porta, o futuro ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa, será para sempre o inimigo número 1 de uma militância cega, manipulada habilmente por alguns dos melhores homens já treinados pelo exército cubano. O primeiro negro a chegar ao principal órgão da Justiça brasileira, assim, caminha para deixar o protagonismo do presente e cair em um ostracismo no futuro. Afinal, era tudo uma farsa. Ou não?

 

VIVA O BRASIL!

Para fechar o assunto lamentável do texto principal da coluna, a imprensa nacional noticia que os advogados de defesa dos mensaleiros já se articulam para pedir a revisão criminal do julgamento. Os criminalistas vão esperar a aposentadoria do ministro Joaquim Barbosa para solicitar a anulação das condenações sob o argumento de que houve erro judiciário.

DESTAQUE

Circula nos bastidores políticos do Estado uma nova pesquisa sobre a avaliação de alguns nomes do cenário natalense. Nada de questionar votos, mas, sim, quem tem tido destaque no trabalho até aqui. Algumas poucas surpresas aparecem na lista, que conta também com a presença de um novo personagem da política local, com atuação de esquerda e discurso forte contra todos os governos.

PELA ESQUERDA

Por falar no pessoal da esquerda, o PSTU prepara um encontro poucos dias após o carnaval para começar a definir os nomes da legenda que entrarão no jogo eleitoral de 2014. No topo da pauta, a escolha de qual cargo será disputado pela vereadora Amanda Gurgel, a parlamentar mais votada da história da Câmara Municipal, com mais de 30 mil votos.

OPÇÕES

Alguns cogitam Amanda em uma disputa majoritária, como forma de divulgar as ideias e bandeiras do partido e tirar muitos votos dos demais concorrentes. Outros, a preferem na corrida pela Câmara Federal, para colocar o PSTU no Congresso. Mas, a tese mais forte ainda é formar uma bancada na Assembleia Legislativa, apostando em uma nova disparada de votos da vereadora.

REFORMA

Por proposição do vereador Júlio Protásio, líder do prefeito Carlos Eduardo na Câmara Municipal, os vereadores realizarão na próxima quinta-feira (06) pós-carnaval, a partir das 9 horas, uma audiência pública para debater a reforma administrativa. Foram convidados o titular da Segelm, Fábio Sarinho, o controlador geral da Prefeitura, Dionísio Gomes e representantes do Sindicato dos Servidores de Natal.

SEM FOLIA

Apesar da iniciativa do prefeito Carlos Eduardo Alves em realizar um carnaval minimamente decente em Natal este ano, é grande a fuga de natalenses para as cidades do interior potiguar e também com destino aos estados vizinhos, principalmente Pernambuco. Por enquanto, a tradição ainda é mais forte.

HOMENAGEM

A educadora potiguar, fundadora da Escola Doméstica, Colégio Henrique Castriciano e UNI-RN, Noilde Pessoa Ramalho, será a homenageada do vereador Bertone Marinho, na sessão solene do Dia da Mulher, que acontece, no dia 11 de março, às 9 h, na Câmara. Falecida em 25 de dezembro de 2010, ela foi um exemplo de dedicação ao ensino, símbolo de um modelo educacional e se dedicou à ED, que completa 100 anos em setembro, por toda a sua vida.

PACIÊNCIA NO FIM

A interdição de parte da BR-101 destruiu de vez o que ainda restava de paciência para os natalenses enfrentarem o desastroso trânsito da cidade. Com previsão de conclusão prevista para maio, será difícil esperar a entrega das obras, tendo todos os dias um congestionamento como esse.

GIRA MUNDO

O goleiro Bruno Fernandes poderá voltar a jogar futebol em breve, afirmou reportagem do jornal O Tempo, de Minas Gerais, nesta sexta-feira. Condenado pela morte de Eliza Samudio, mãe de um filho do jogador, Bruno vai assinar contrato com o Montes Claros, time que disputa a segunda divisão do Campeonato Mineiro. A volta dele aos gramados vai depender de uma liberação da Justiça. Bruno cumpre pena de 22 anos e três meses de prisão e está preso desde julho de 2010, já tendo cumprido 3 anos e 7 meses da condenação.

Compartilhar:
    Publicidade