“Era um entra e sai nos quartos”, lembra ex- paquito sobre ‘Xou da Xuxa’

"Logo no início a Marlene Mattos (empresária de Xuxa) avisou: 'Não quero saber de vocês de sacanagem com as paquitas", conta

RTEmagicC_marcelo-faustini_2_01.jpg (1)

Marcelo Faustini, que trabalhou como paquito da Xuxa entre 1989 e 1994, no “Xou da Xuxa”, contou ao blog de Patrícia Kougut que ainda mantém amizade com os outros “soldados”, menos Alexandre Canhoni, que se converteu à Igreja Evangélica e hoje é missionário na África (“É a ovelha negra, quis consertar os pecados na igreja. O grupo acabou por causa dele”).

“Era fácil pirar, mas ninguém ali mexeu com drogas, um ou outro fumava cigarro. Sempre levei na brincadeira, tinha uma estrutura familiar. Eu me diverti muito”, relembra.

Ele conta ainda que a farra com as paquitas rolava solta. “Juntaram uma garotada de 16, 17 anos e logo no início a Marlene Mattos (empresária de Xuxa) avisou: ‘Não quero saber de vocês de sacanagem com as paquitas. Foi a mesma coisa que dizer: ‘Pega!'” diverte-se o rapaz, que namorou a também paquita Bianca Rinaldi nessa época.

“Rolava muito namoro. Ainda por cima, botavam a gente naqueles hoteis cinco estrelas nas turnês, era um entra e sai nos quartos…”.

 

 

Fonte: iBahia

Compartilhar:
    Publicidade