Estádio Nogueirão vai à leilão para pagamento de dívida trabalhista

TRT-RN decretou a venda da principal praça esportiva de Mossoró para o pagamento de dívida trabalhista no valor de R$ 172.841,62

130650_ori_manoel_leonardo_nogueira_nogueirao_

Mossoró está prestes a perder sua principal praça esportiva. É que ontem, o Tribunal Regional do Trabalho do RN (TRT-RN) confirmou o leilão do estádio Leonardo Nogueira, o Nogueirão. A venda está prevista para acontecer no mês de outubro, mas antes o imóvel passará por avaliação financeira. O dinheiro arrematado será utilizado para o pagamento de uma dívida trabalhista no valor de R$ 172.841,62, contraída pela Liga Desportiva de Mossoró (LDM).

O presidente da LDM, Francisco Braz, pediu ajuda as autoridades públicas, solicitando a municipalização do estádio para evitar a venda. “Não podemos perder o nosso estádio e estamos conversando com a prefeitura para conseguir junto às autoridades a municipalização do Nogueirão, pois só assim resolveremos o problema”, disse o dirigente. Como o terreno do Leonardo Nogueira foi doado pela Prefeitura de Mossoró para a construção do estádio, Braz não acredita que a praça esportiva irá à leilão.

Penhorado desde setembro de 2011, a origem da dívida é de uma ação que tramita na 3ª Vara do Trabalho de Mossoró, desde 2010, e que tem como reclamante um ex-funcionário da LDM. A Liga recorreu da penhora, mas o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região negou todos os recursos.

O processo retornou à 3ª Vara de Mossoró e o juiz titular Décio Teixeira de Carvalho Júnior determinou o leilão do estádio para a quitação da dívida. Vale lembrar que a LDM tem outro processo trabalhista em fase de execução no valor de R$ 40 mil.

O presidente da Federação Norte-riograndense de Futebol, José Vanildo, disse que está tentando junto as autoridades públicas uma solução para o problema, pois segundo ele, Mossoró não pode perder o seu único estádio de futebol.

Compartilhar: