Estafe nega uso de infiltração para Neymar voltar em possível final da Copa

Tanto o estafe de Neymar quanto o médico da CBF trataram de negar essa informação

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Uma visita de médicos à casa de Neymar no Guarujá, ocorrida neste sábado, gerou uma série de especulações. De acordo com notícia publicada, o atacante teria cogitado usar infiltração de analgésicos para disputar uma possível final de Copa do Mundo pela Seleção Brasileira. Porém, neste domingo, tanto o estafe de Neymar quanto o médico da CBF trataram de negar essa informação.

Neymar chegou na manhã de sábado ao litoral paulista, onde vai repousar e iniciar o processo de recuperação da lesão, uma fratura na terceira vértebra. No mesmo dia, uma junta de médicos o visitou. Alguns deles eram do Santos e ofereceram a estrutura do clube para o atacante. De acordo com o estafe de Neymar e os próprios médicos do clube, foi apenas um ato de cordialidade, sem qualquer avaliação do estado físico do atacante ou sugestão de tratamento.

Porém, mesmo assim surgiu a especulação sobre a recuperação antecipada de Neymar, o que incomodou o médico da Seleção Brasileira, José Luiz Runco. Primeiramente ele negou o boato em entrevista ao Blog do Boleiro. Disse que Neymar só jogará “se Jesus Cristo vir à Terra e colar a fratura dele”.

Depois Runco também reiterou a negativa em entrevista à Rede Globo: “não vamos criar uma ilusão à população, porque isso não existe. Não existe a menor possibilidade de Neymar jogar dia 13 se chegarmos à final (da Copa do Mundo)”.

Runco também aproveitou para defender a medicina brasileira e condenar o uso desse processo de recuperação: “infiltração é uma metodologia antiga e alguns atletas que fizeram no passado tiveram repercussões na saúde. Elas levam muitas vezes medicamentos que são controlados em exame antidoping”.

O estafe de Neymar também se manifestou sobre o assunto e descartou qualquer hipótese de ele usar infiltrações.

Veja a nota oficial:

Esclarecemos que a visita dos médicos do Santos FC, realizada ontem (06/07) foi uma visita de cordialidade. O clube santista colocou sua estrutura à disposição do Neymar Jr para seu tratamento e recuperação após o término da Copa do Mundo.

A notícia não procede em razão de Neymar Jr estar sob cuidados do Chefe do Departamento Médico da CBF, José Luis Runco, até o término da Copa tendo sido ele o avalista da liberação do atleta para continuar o tratamento (repouso absoluto) em casa, junto a família. O acompanhamento diário do tratamento está sendo feito pelo fisioterapeuta particular do atleta.

Qualquer informação diferente desta é pura especulação.

Concluímos reafirmando que o único profissional autorizado a se manifestar sobre o estado, tratamento e recuperação do Neymar Jr tanto pela CBF como pela sua família é o Dr. José Luis Runco.

Se Neymar Jr vier a ter condições clínicas de disputar uma partida de futebol profissional antes do tempo inicialmente previsto será em função da evolução positiva do seu quadro diante do tratamento possível que está sendo efetuado. Nenhum tratamento alternativo foi colocado em discussão. O retorno dele aos gramados depende da superação das fortes dores que sente.

Em seguida, o Santos também negou qualquer participação no tratamento do atleta

Conforme divulgado ontem, o Santos FC colocou à disposição do jogador Neymar Jr, ídolo da torcida santista e da Seleção Brasileira, toda a estrutura do departamento médico, do Cepraf (Centro de Experiência em Prevenção e Recuperação de Atletas de Futebol) e de seus profissionais na recuperação do camisa 10 da Seleção.

Porém, “o departamento médico do Santos FC em nenhum momento foi solicitado oficialmente para avaliar, tratar ou opinar no caso do atleta Neymar. O clube reforça, como foi dito ontem, que oferece sua estrutura do departamento médico e Cepraf ao jogador para no caso de autorizado pelo seu clube e pela CBF possa ajudar na sua reabilitação. O clube nada tem a ver com nenhuma declaração sobre tipo de tratamento ou prognóstico que tenha sido divulgado”, esclareceu Rodrigo Zogaib, médico do Santos FC.

O jogador fraturou a apófise transversa da terceira vértebra lombar no jogo contra a Colômbia, na última sexta feira, dia 04, pelas quartas de final da Copa do Mundo.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade